Mercado abrirá em 30 mins
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,31
    +1,74 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.823,60
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    21.032,52
    -235,02 (-1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    458,88
    -2,92 (-0,63%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.352,04
    +93,72 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.082,00
    +41,50 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5138
    -0,0303 (-0,55%)
     

Preço e recursos do Telegram Premium vazam antes do lançamento

Não é novidade que Telegram vai lançar um serviço de assinatura com beneficiários adicionais, mas até então se sabia pouco sobre isso. Agora, um vazamento da web indica quais funcionalidades serão exclusivas dos pagantes e quanto o serviço deve custar.

A versão beta do aplicativo acabou revelando detalhes sobre o Telegram Premium. Essa é uma solução encontrada pelo mensageiro para obter uma fonte de receita constante e dinheiro extra para ser reinvestido em melhorias.

Os recursos do Telegram Premium parecem ter vazado antes da hora (Imagem: Reprodução/Xiaomiui/Telegram)
Os recursos do Telegram Premium parecem ter vazado antes da hora (Imagem: Reprodução/Xiaomiui/Telegram)

O serviço custará US$ 4,99 por mês (cerca de R$ 24) e trará as seguintes novidades interessantes para tentar convencer o usuário a desembolsar algum dinheiro.

Recursos do Telegram Premium

  • Limites duplicados: o assinante duas vezes mais limites do que os não pagantes. Isso significa: até mil canais, 20 pastas de chat, dez pins, 4 contas em um único app, 200 pins dentro de uma pasta, 20 links públicos para canais e grupos, 10 stickers favoritos e 400 GIFs;

  • Sem anúncios: o assinante não verá mais propagandas em canais públicos;

  • Reações exclusivas: a promessa é de assinantes terem reações animadas às mensagens;

  • Figurinhas especiais: será possível usar adesivos exclusivos com efeitos especiais que mudarão todo mês

  • Downloads mais rápidos: o Telegram não vai mais limitar a velocidade para transferir arquivos de mídia e documentos;

  • Transcrição de voz: o serviço vai transformar automaticamente mensagens de áudio em texto;

  • Carregamento de arquivos com até 4 GB: hoje, o limite para subir arquivos únicos é de somente 2 GB;

  • Mais caracteres na bio: o limite original são 70 caracteres, mas os assinantes terão 140;

  • Mais espaço para legendas: as descrições deverão ficar mais longas para fotos e vídeos (não está claro qual será o novo limite);

  • Emblema de perfil: cada assinante receberá uma insignia (ao estilo Twitch) para indicar ser um apoiador do Telegram Premium;

  • Imagem de perfil animada: será possível criar avatares personalizados e com reações para listas de bate-papo ou conversas individuais;

  • Ícone de aplicativo diferente: em vez de usar a imagem tradicional, o usuário poderá selecionar ícones exclusivos para a tela inicial do celular;

  • Gerenciamento avançado de conversas: será possível definir a pasta padrão, arquivar automaticamente mensagens e ocultar conversas de quem não está na lista de contatos;

Como tudo isso é parte de um vazamento, é impossível saber se as informações são verdadeiras. Além disso, o Telegram ainda pode adicionar ou excluir recursos para ofertar seu serviço Premium.

Apesar disso, existe uma boa possibilidade de mudança chegar até o final de 2022. Ainda não dá para saber se a novidade está liberada no Brasil, cuja base de usuários é bastante ativa, nem quanto custará em reais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos