Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.429,43
    -17,48 (-0,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Preço do Bitcoin despenca; confira as cotações das principais criptomoedas

O valor do Bitcoin dia (18) após uma forte desvalorização voltou ao patamar de preço registrado em 2017. A criptomoeda chegou a ser negociada abaixo de US$ 17.600 (R$ 91.000), nível mais baixo dos últimos 18 meses. O BTC registra uma desvalorização de 59% somente este ano. Segundo o Bloomberg, o valor da principal criptomoeda, abaixo dos US$ 20 mil (R$103.000) confirma o pessimismo no mercado. A Ethereum acumula queda ainda maior nesta temporada, 73%.

Os motivos para tanta incerteza, segundo analistas de mercado, são as demissões em massa nas empresas do setor na última semana. Só a Coinbase, maior corretora dos Estados Unidos, mandou embora mais de 1.100 funcionários neste mês.

Outro evento de impacto no mercado cripto é o congelamento de saques e transferências de várias empresas, em especial da plataforma de empréstimos Celsius. A companhia, após as fortes desvalorizações das criptomoedas, possivelmente ficou sem dinheiro para pagar os usuários. E outros fundos de investimento também estariam sem dinheiro para pagar as pessoas.

A expectativa não é de melhora, pelo menos por enquanto. Para esta semana, analistas já apontam níveis de preços ainda menores para as criptomoedas. Dependerá do nervosismo dos investidores com o ajuste na política monetária que os bancos centrais tem feito ao aumentar as taxas de juros; e as perspectivas de uma recessão mundial. Além disso, muitas moedas e plataformas estão sob forte pressão financeira, o que assusta os empreendedores e abala o otimismo no setor.

Cotação dos preços das criptomoedas

O preço do Bitcoin abre a semana a US$ 20.500 (R$ 106.000), com mínima de US$ 19.600 (R$ 101.000) registrada nesta segunda-feira (20). A Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, atualmente está sendo negociada por US$ 1.120 (R$ 5.800).

A BNB está cotada em US$ 215 (R$ 1.100). A Cardano vale no momento US$ 0,49 (R$ 2,54), e a XRP custa US$ 0,32 (R$ 1,66). A Solana, que nas últimas 24 horas apresenta alta de 11%, é negociada a US$ 35,50 (R$ 182,91). Já a Dogecoin e Polkadot valem US$ 0,05 (R$ 0,26) US$ 7,84 (R$ 40,58), respectivamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos