Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,06
    -0,22 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.710,30
    -5,50 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    50.417,21
    +2.226,71 (+4,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.008,50
    +20,40 (+2,06%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.250,79
    -308,31 (-1,04%)
     
  • NASDAQ

    12.618,00
    -63,75 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7759
    -0,0028 (-0,04%)
     

Preço do barril de petróleo salta US$1 com tempestades de inverno no Texas

Laila Kearney
·1 minuto de leitura
Refinaria na Filadélfia, EUA

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram mais de 1 dólar por barril nesta quarta-feira, à medida que temperaturas congelantes afetam o bombeamento no Texas, maior produtor de petróleo dos Estados Unidos, com expectativas de que o tempo atipicamente frio afete a oferta da commodity por dias ou até mesmo semanas.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,99 dólar, ou 1,6%, a 61,14 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,09 dólar, ou 1,8%, para 61,14 dólares o barril. Ambas as referências atingiram os maiores níveis desde janeiro do ano passado.

O petróleo tem recebido suporte dos cortes de oferta promovidos pela Opep+, da redução adicional de oferta da Arábia Saudita e de expectativas de uma recuperação da demanda guiada pela vacinação contra a Covid-19.

Mas o tempo historicamente frio desde o final de semana no Texas, que fornece a maior parte do petróleo dos EUA e faz parte do principal centro de refino do país, deu impulso para os preços subissem ainda mais.

"Isso acabou de nos levar para o próximo nível", disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia do Mizuho em Nova York. "O petróleo WTI provavelmente atingirá uma máxima em torno de 65,65 dólares", afirmou.

A enorme frente fria nos EUA interrompeu a produção de cerca de 1 milhão de barris por dia, e deve afetar o bombeamento por vários dias, senão semanas, segundo especialistas do setor, já que instalações ficaram congeladas.

(Reportagem adicional de Bozorgmehr Sharafedin, em Londres, e Sonali Paul e Shu Zhang, em Cingapura)