Mercado fechará em 3 h 32 min
  • BOVESPA

    121.185,23
    +479,32 (+0,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.211,12
    +381,81 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,13
    +1,31 (+2,05%)
     
  • OURO

    1.838,70
    +14,70 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    51.055,04
    +864,95 (+1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.424,99
    +66,43 (+4,89%)
     
  • S&P500

    4.167,62
    +55,12 (+1,34%)
     
  • DOW JONES

    34.325,72
    +304,27 (+0,89%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.357,25
    +257,00 (+1,96%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3693
    -0,0432 (-0,67%)
     

Praia Grande libera atividades físicas na praia em dois horários

MARTHA ALVES
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* PRAIA GRANDE, SP, BRASIL  - 27.03.2021 - Movimento de turistas nas praias de São Paulo. (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
*ARQUIVO* PRAIA GRANDE, SP, BRASIL - 27.03.2021 - Movimento de turistas nas praias de São Paulo. (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Praia Grande (71 km de SP) anunciou a reabertura, a partir de segunda-feira (12), de praias e espaços públicos para a prática de atividades físicas individuais, das 5h às 9h e das 16h às 20h.

O decreto municipal com as regras foi publicado na sexta (9), após a reclassificação do estado da fase emergencial para a vermelha do Plano São Paulo pelo governo João Doria (PSDB), e vale até o próximo dia 18.

Apesar da liberação das praias para atividades físicas, a prefeitura disse que está expressamente proibida a colocação de guarda-sol e cadeiras na areia e espaços públicos.

Também continua proibido o consumo de alimentos e bebidas em locais públicos, como praças, parques, jardins, orla e praias.

O acesso às praias paulistas foi vetado no meio do mês passado, após a fase emergencial no estado ser decretada. Cidades da Baixada Santista, inclusive, bloquearam o uso de calçadões. O da Praia Grande foi fechado com fitas. Por causa do aumento no número de casos e internações por Covid-19 e a implantação do megraferiado na cidade de São Paulo, os municípios do litoral sul paulista chegaram a decretar lockdown para tentar coibir a presença de turistas.

Outra medida anunciada pela gestão Rachel Chini (PSDB) é que os ambulantes passam a ter permissão excepcional para a comercialização de alimentos em local distante até 300 metros da sua residência, desde que não prejudiquem a propriedade alheia e o trânsito no local. O consumo no local está proibido.

Para os comércios considerados não essenciais, continua valendo a regra de atendimento apenas por delivery, drive thru e retirada. Já as feiras livres têm permissão para funcionar, das 6h às 13h, com distanciamento de 2 metros entre as barracas e limite de quatro funcionários para cada uma.

As aulas e atividades letivas presenciais da rede pública municipal permanecem suspensas até 23 de abril. No entanto, estão autorizados a funcionar, a partir de 12 de abril, os estabelecimentos privados de educação infantil, ensino fundamental, médio e de educação profissionalizante, seguindo as regras e protocolos sanitários.