Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.441,87
    -1.959,76 (-4,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Próxima geração Galaxy A pode se destacar por estabilização óptica de câmera

·2 minuto de leitura

A Samsung fez uma aposta arriscada ao descontinuar a família Galaxy J para concentrar seus smartphones de entrada e intermediários na linha Galaxy A. A estratégia, porém, parece ter dado certo: a reformulação caminha para sua quarta geração, e a sul-coreana pode ter planos ambiciosos para os próximos upgrades.

Mesmo os Galaxy A mais básicos trazem conjuntos triplos ou quádruplos de câmera, e é essa a área de hardware que deverá receber melhorias. Fontes do mercado coreano dão como certa a inclusão de estabilização óptica de imagem (OIS) em todos os celulares da linha no ano que vem. Atualmente o mecanismo está disponível nos modelos mais avançados da linha: os Galaxy A52 , Galaxy A52 5G, Galaxy A52s e Galaxy A72, e a marca surpreendeu ao levar OIS também para o mais básico Galaxy A22.

(Imagem:Ellen Monike/Canaltech)
(Imagem:Ellen Monike/Canaltech)

A estabilização óptica de imagem eleva a experiência em fotos e vídeos ao trazer um mecanismo físico de estabilização em vez de utilizar solução de software. Isto significaria que leves sacudidas ou esbarrões durante o registro não prejudicariam as imagens. Fotos noturnas também são beneficiadas, já que a baixa iluminação tende a criar borrões ao se reduzir a velocidade do obturador para permitir maior entrada de luz, caso o aparelho não esteja estável.

Exceções podem ser feitas

Se a Samsung realmente implementar o OIS em todos os Galaxy A, os usuários inevitavelmente enfrentarão um aumento de preços. Porém, a companhia pode abrir exceções quanto a esse upgrade, já que por histórico a família também abriga dispositivos extremamente simples e focados no preço baixo, como o já anunciado Galaxy A03s que inaugurou a nova geração e não traz a função.

Por outro lado, o sucessor do Galaxy A12 seria um modelo que se beneficiaria com a implementação de estabilização óptica de imagem, sendo esperado ainda que o Galaxy A13 seja ainda o modelo mais barato da marca com suporte a redes 5G, o que o tornaria uma opção muito atraente na categoria de entrada.

Antes que a fabricante volte sua atenção aos intermediários devemos ter o anúncio do Galaxy S21 FE. Então, os Galaxy A da próxima geração deverão receber mais atenção nos rumores e vazamentos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos