Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,21
    +0,30 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.866,90
    -12,70 (-0,68%)
     
  • BTC-USD

    39.167,05
    +3.344,87 (+9,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    979,42
    +37,61 (+3,99%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.050,72
    +101,99 (+0,35%)
     
  • NASDAQ

    14.022,25
    +28,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1890
    -0,0036 (-0,06%)
     

Prédio em Fortaleza terá vaga para carro dentro de apartamento

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A construtora Diagonal, de Fortaleza (CE), vai lançar um edifício com vaga para carro dentro do apartamento. O condomínio de alto padrão, com 36 unidades de 362m² mais uma cobertura dúplex de 693 m², terá um elevador para veículos.

Ao chegar no imóvel --haverá apenas um apartamento por andar--, o carro é estacionado dentro da unidade, entre uma das salas e a cozinha.

Segundo o jornal O Povo, a construção vai começar no segundo semestre, e a previsão de entrega é de quatro anos. O empreendimento será erguido na Av. da Abolição, no bairro Meireles.

A Diagonal foi procurada, mas não atendeu ao pedido de entrevista. Em sites de corretores de imóveis, as unidades são anunciadas com preço a partir de R$ 4 milhões.

Também de alto padrão, o Victorian Living Desire, da incorporadora GPL, é outro empreendimento com vaga nos apartamentos. Entregue em 2018, no setor Marista, em Goiânia (GO), tem entre os moradores o cantor Gusttavo Lima, que se mudou para lá no ano passado. A unidade do cantor tem 404 m² e quatro suítes.

O espaço de garagem faz divisa com a cozinha e a área de serviço. "Queríamos trazer o conforto de casa para dentro do apartamento", diz Eloy Pinheiro, gerente estratégico da GPL.

A principal vantagem do elevador para carros, afirma ele, é a praticidade, como ao chegar do supermercado com o veículo cheio de sacolas, e é para isso que ele mais tem sido usado pelos moradores. Mas, na hora de vender o empreendimento, Pinheiro conta que foi difícil passar a mensagem de funcionalidade do elevador, automaticamente associado à colecionadores de carro que desejariam exibir o automóvel na sala.

Para conseguir colocar o elevador do prédio, foi preciso construir pilares reforçados para sustentar o peso da peça e dos automóveis, além de colocar uma contenção dentro das unidades, para segurar o carro caso o motorista perca o controle ao estacionar.

O Victorian Living Desire é o único empreendimento da GPL com a vaga para carros dentro das unidades. De acordo com Pinheiro, isso acontece porque esse foi o edifício de mais alto padrão que a empresa já fez, com as maiores unidades. "Tem que combinar muito com o perfil do prédio. Caso a gente decida lançar outro empreendimento assim, pode ser que tenha esse elevador", afirma.

Há pelo menos outros dois edifícios no Brasil em que é possível subir com o carro ao apartamento. Em Belo Horizonte (MG), foi entregue em 2010 o condomínio Parc Zodíaco, no bairro Santa Lúcia, construído pela EPO. As unidades do empreendimento podem ser acessadas diretamente com o carro, que fica guardado ao lado da cozinha.

Assim como nos prédios de Fortaleza e Goiânia, também há vagas em garagem comum. Quem quiser, pode utilizar a área destinada ao veículo para aumentar outro ambiente da casa.

Mais antigo é o edifício Dona Ercília, na região central de Caxias do Sul (RS), dos anos 1960. Há uma garagem para cada unidade, na área de serviço.

Nesse caso, a opção pela vaga nos imóveis foi prática: como conta a página Prédios de Caxias do Sul, a presença de rochas e uma nascente no subsolo do terreno impedia a construção da garagem. Para contornar o problema, o engenheiro da obra, Hugo Grazziotin, decidiu que os veículos é que subiriam a cada apartamento.