Mercado abrirá em 6 h 29 min
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,37
    +0,36 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.923,60
    -6,40 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    22.833,05
    -350,07 (-1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    517,01
    -10,17 (-1,93%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.568,69
    +1,91 (+0,01%)
     
  • NIKKEI

    27.377,65
    +14,90 (+0,05%)
     
  • NASDAQ

    12.040,00
    -66,75 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5091
    -0,0106 (-0,19%)
     

PPSA arrecada recorde de R$4,71 bi em 2022 com venda de petróleo e gás da União

Refinaria de Cubatão

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA), que representa a União nos contratos de partilha de produção, arrecadou um recorde de 4,71 bilhões de reais em 2022 com a comercialização de óleo e gás desses ativos, conforme informou nesta quinta-feira.

O montante é quase quatro vezes maior do que no ano anterior, quando arrecadou 1,22 bilhão de reais. O salto ocorreu como resultado do aumento da produção nos contratos de partilha de produção e da conjuntura do mercado internacional de preços de petróleo, disse a PPSA.

"Em 2021, comercializamos 3,5 milhões de barris de petróleo da União, enquanto, em 2022, saltamos para quase 11 milhões de barris. Nossos estudos demonstram que o crescimento continuará acelerado", detalhou em nota o diretor-presidente da empresa, Eduardo Gerk.

O executivo reiterou que a média diária de petróleo da União saltará dos atuais 40 mil barris para 450 mil barris em cinco anos e quase 900 mil barris em 10 anos.

"Tivemos um excelente resultado no leilão realizado em 2021 para comercializar cargas da União e estamos colhendo os resultados. Nosso próximo passo será a realização de um novo leilão de grande porte em 2024, para a comercialização de cargas futuras da União", reafirmou.

Ao longo de 2022, foram entregues 22 cargas de petróleo da União, totalizando 10,9 milhões de barris.

O montante vendido no ano passado foi dividido em dez cargas do campo de Mero, quatro de Tupi, quatro de Búzios, três de Entorno de Sapinhoá e uma de Sépia.

À exceção de Sépia, que contou com um processo de comercialização em separado, vencido pela Galp Energia Brasil, as demais foram comercializadas em leilão realizado na B3, em 2021, que teve como vencedora a Petrobras. No período, também foram comercializados, para a Petrobras, 64,89 milhões de metros cúbicos de gás natural dos Campos Sapinhoá, Tupi, Búzios e Tartaruga Verde, disse a PPSA.

(Por Marta Nogueira)