PPI registra primeira queda mensal desde maio nos EUA

Os preços no atacado nos Estados Unidos caíram em outubro pela primeira vez fem cinco meses após os custos da gasolina e dos carros novos recuarem ao longo do último mês.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), que mede os preços pagos na indústria e atacado por bens finais, caiu -0,2% em bases sazonalmente ajustadas em outubro na comparação com setembro, informou hoje o Departamento do Trabalho. Economistas pesquisados pela Dow Jones estimavam uma alta de 0,2% no PPI em outubro.

Os preços de energia, que caíram 0,5% em outubro após registrarem ganhos significativos nos dois meses anteriores, contribuíram para a primeira queda geral no índice desde maio. Os custos da gasolina no atacado recuaram 2,2% no mês, neutralizando a alta de 0,4% nos preços de alimentos no atacado.

Em outubro, os preços de alimentos acumularam cinco meses seguidos de alta no atacado. Os preços dos carros novos também caíram acentuadamente no último mês, recuando 1,6%. Em contrapartida, os preços de matérias primas subiram 0,9% em outubro.

Segundo o Departamento do Comércio, a super tempestade Sandy "não teve virtualmente qualquer impacto" sobre a apuração dos dados para o índice de outubro.

O núcleo do PPI, que exclui preços de energia e alimentos, também caiu -0,2% em outubro. Foi a primeira queda em bases mensais no núcleo do PPI desde novembro de 2010. A estimativa de economistas pesquisados pela Dow Jones era de alta de +0,1% em outubro.

A taxa anualizada da inflação no atacado nos Estados Unidos até outubro acumula alta de 2,5%, o maior nível desde março, e reflete parcialmente os custos de energia em agosto e setembro. O núcleo do PPI acumula alta de 2,1% em 12 meses até outubro. As informações são da Dow Jones.

Carregando...