Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,59 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,65 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,86
    +0,10 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.821,50
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    20.410,13
    -452,77 (-2,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,05
    -9,01 (-2,00%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,31 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,47 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,17 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.684,75
    +10,50 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5417
    -0,0024 (-0,04%)
     

Powell diz que dólar digital pode ajudar a manter primazia internacional

Chair do Fed, Jerome Powell

(Reuters) - O desenvolvimento de uma versão digital oficial do dólar poderia ajudar a proteger seu domínio global à medida que outros países emitem sua própria moeda digital, disse o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, nesta sexta-feira, em comentários positivos sobre um tópico polêmico no banco central norte-americano.

"Uma CBDC dos EUA (moeda digital de banco central) poderia... potencialmente ajudar a manter a posição internacional do dólar", disse Powell em declarações a uma conferência realizada pelo banco central sobre os papéis internacionais do dólar.

O Fed acaba de concluir um período de consulta pública de quatro meses solicitando opiniões sobre a ideia de um dólar digital. A vice-presidente do Fed, Lael Brainard, surgiu como uma dos principais defensoras, enquanto o diretor do banco, Chris Waller, foi contra.

"Ao considerarmos as respostas... estaremos pensando não apenas na situação atual do mundo, mas também como o sistema financeiro global poderá evoluir nos próximos 5 a 10 anos", acrescentou Powell.

Dez países já lançaram moedas digitais do banco central e outros 105 países estão explorando a opção, de acordo com o Conselho do Atlântico, o que leva a temores de que o dólar possa perder parte de seu domínio para a China.

O dólar continua sustentado por fundamentos importantes, incluindo um compromisso com a transparência, o estado de direito e a total independência do Fed, observou Powell.

Além disso, o compromisso do Fed com seu mandato de estabilidade de preços contribui para a confiança generalizada no dólar como uma reserva de valor, disse Powell.

"Para isso, meus colegas e eu estamos muito concentrados em devolver a inflação ao nosso objetivo de 2%", disse Powell. O Fed adotou nesta semana o maior aumento dos juros em mais de um quarto de século, conforme tenta conter o aumento da inflação.

(Reportagem de Lindsay Dunsmuir)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos