Mercado abrirá em 6 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,66
    +0,20 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.762,90
    -3,90 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    61.640,62
    -1.607,99 (-2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.366,56
    -14,39 (-1,04%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.970,32
    +177,18 (+0,62%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    13.978,25
    -35,75 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7152
    -0,0059 (-0,09%)
     

Powell diz a parlamentares que risco inflacionário permanece baixo

·1 minuto de leitura
Chair do Federal Reserve, Jerome Powell

WASHINGTON (Reuters) - O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse a parlamentares dos Estados Unidos que uma esperada rodada de aumentos de preços pós-pandemia não vai sair do controle e alimentar uma explosão destrutiva ou persistente da inflação.

"Esperamos que a inflação suba ao longo do ano", mas não será "nem particularmente ampla, nem persistente", disse Powell a membros do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, após alguns parlamentares se mostrarem preocupados com a alta dos preços.

"Temos as ferramentas para lidar com isso" caso se torne um problema, disse Powell.

A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, também foi ouvida pelos parlamentares, e tanto ela quanto Powell estiveram em audiência propositalmente voltada para uma avaliação do progresso da recuperação do país da crise causada pela pandemia do coronavírus e da eficácia das políticas fiscais e monetárias utilizadas para combatê-la.

Houve, contudo, uma discussão inicial sobre possíveis planos de infraestrutura e aumento de impostos que estão sendo estudados pelo governo do presidente Joe Biden.

Questionada se aumentos de impostos corporativos ou de outro tipo poderiam fazer mais mal do que bem, Yellen disse que o programa visaria "gastos de que esta economia precisa para ser competitiva e produtiva", mas exigiria "alguns aumentos de receita" para compensar os custos.

"O governo Biden não vai propor políticas que prejudiquem as pequenas empresas ou os norte-americanos", disse Yellen.

A recuperação dos EUA está evoluindo mais rapidamente do que o esperado, mas ainda enfrenta, de um lado, riscos da pandemia de coronavírus e, de outro, potencial inflação, conforme o apoio fiscal maciço penetra o sistema econômico.

Yellen e Powell devem comparecer ao Comitê Bancário do Senado na quarta-feira.

(Por Howard Schneider)

(Por Luana Maria Benedito)