Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.257,53
    +593,87 (+1,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Posse de Castillo terá 10 mil policiais no Peru

·2 minuto de leitura
Mais de 2 mil policiais irão garantir a segurnaça dos convidados da posse de Pedro Castillo no Peru

Cerca de 10.000 policiais, dez drones e cinco helicópteros serão enviados a Lima para garantir a segurança nesta quarta-feira, durante a posse do novo presidente do Peru, Pedro Castillo, informou a instituição nesta segunda-feira (26).

“Temos 10.000 policiais para tudo que envolva a proteção do centro de Lima e principais praças [Palácio do Congresso e do Governo, entre outros]. Toda a capacidade logística para um evento tão importante e transcendental”, informou o comandante-geral da polícia, General César Cervantes, aos jornalistas.

Cervantes indicou ainda que dez drones e cinco helicópteros darão apoio à vigilância da capital peruana, de 10 milhões de habitantes.

Três dias de cerimônias estão contemplados na posse de Castillo, que assumirá o poder no dia em que o Peru comemora o bicentenário de sua independência, declarada em 28 de julho de 1821 pelo general argentino José de San Martín.

Mais de 2.000 policiais se dedicarão a proteger dignitários estrangeiros, incluindo o rei Felipe VI da Espanha e meia dúzia de presidentes latino-americanos.

"Até agora foram confirmados seis presidentes, três ex-presidentes, 10 chanceleres e personalidades [...], também temos a visita do Rei da Espanha, que também estará conosco", revelou o diretor de Segurança do Estado, general Teófilo Mariño, à AFP.

Na quinta-feira, Castillo viajará para a cidade andina de Ayacucho para um juramento simbólico na Pampa de la Quinua, cenário da Batalha de Ayacucho em 9 de dezembro de 1824, que selou a independência do Peru e do resto da América.

“É possível que muitas dessas autoridades [estrangeiras] também viajem para a cidade de Ayacucho”, disse Mariño.

A polícia implantará cerca de 2.000 agentes naquela cidade localizada 350 km a sudeste de Lima.

Entre os líderes que participarão da posse de Castillo estão o argentino Alberto Fernández, o boliviano Luis Arce, o chileno Sebastián Piñera e o equatoriano Guillermo Lasso. O ex-presidente boliviano Evo Morales está no Peru desde segunda-feira e também será um dos convidados.

Castillo foi proclamado presidente eleito há uma semana pelo júri eleitoral, que levou um mês e meio para analisar as contestações e os recursos apresentados pela candidata de direita Keiko Fujimori.

cm/fj/rsr/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos