Mercado abrirá em 5 h 30 min

Possíveis restos de foguete chinês são encontrados na Indonésia e Malásia

Destroços que podem ser parte do estágio central do foguete Long March 5B (CZ-5B), da China, que realizou uma reentrada descontrolada na atmosfera, foram encontrados em terra firme: uma estrutura metálica com cinco metros de diâmetro foi identificada no vilarejo de Kalimantan, na Indonésia, e duas famílias de Sarawak, na Malásia, foram orientadas a deixar suas casas por medo de que um objeto suspeito emita radiação. A origem dos objetos ainda não foi confirmada.

Acredita-se que a maior parte dos destroços tenha caído no sábado (30) no oceano, próximo à ilha de Palawan em Mimaropa, nas Filipinas. Moradores locais registraram em vídeo a reentrada dos destroços, que se parecia com uma "procissão" de meteoros brilhantes.

De acordo com informações do site The Star, moradores de Sarawak encontraram um objeto de cor escura e entraram em contato com as autoridades. "A equipe da operação encontrou o objeto escuro enterrado cerca de meio metro no solo, e tirou fotos para novas ações", explicou um representante do Departamento de Serviços de Bombeiros e Resgate de Batu Niah, nesta segunda-feira (1º).

Abaixo, você confere imagens dos possíveis destroços do foguete:

Segundo o The Star, uma das estruturas encontradas mede cerca de cinco metros de diâmetro. Para Jonathan McDowell, astrofísico do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísicas, ela parece ter o tamanho exato do estágio central do foguete. “Parece a ponta de um tanque de propelente de estágio”, observou ele.

“Para mim, não há dúvidas de que é do foguete: está no lugar certo, na hora certa, e parece ser do tipo certo de foguete”, finalizou. Entretanto, ele destacou que, como a foto não tinha boa resolução, era difícil dizer ao certo se aquilo era, de fato, um detrito do veículo.

Mesmo assim, McDowell estava confiante que algumas partes do veículo lançador caíram perto das fronteiras da Indonésia e Malásia, em função da grande quantidade de relatos de pessoas encontrando objetos metálicos suspeitos. E deixou o alerta em um tuíte: “não houve relatos de fatalidades ou danos à propriedade, mas os detritos estão próximos de vilarejos, e alguns metros de diferença poderiam ter feito com que a história fosse outra”.

A China usou o foguete Long March 5B para lançar o Wentian, o novo módulo de sua estação espacial Tiangong. Na última semana, o país afirmou que iria monitorar a situação do foguete, e que ele não oferecia riscos. Em paralelo, o centro de pesquisa Aerospace Corp. destacou que a reentrada descontrolada do estágio central era descuidada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos