Portugal Telecom nega plano de assumir controle da Oi

A Portugal Telecom disse neste domingo que não planeja assumir o controle ou fazer uma oferta pela brasileira Oi, após relatos na imprensa de que a empresa portuguesa estaria negociando a compra de fatias de dois acionistas. "Contrariamente a recentes especulações na imprensa, não existem planos que contemplem a PT comprar o controle ou fazer uma oferta pela Oi", diz a companhia, em nota.

"A Portugal Telecom informa que, como parte do seu relacionamento estratégico e acordo de cooperação anunciado em julho de 2010, a PT, a Oi e os acionistas controladores da Oi analisam regularmente propostas que podem fortalecer o desempenho operacional e a governança, para extrair sinergias adicionais, especialmente nas áreas de engenharia, redes, tecnologia, inovação e serviços", acrescentou a empresa, por meio do comunicado.

A revista Veja divulgou neste fim de semana que a PT estaria tentando comprar as fatias de Carlos Jereissati e Sérgio Andrade na Oi, assumindo assim o controle da companhia. O valor da transação seria da quase R$ 2 bilhões.

Os grupos Andrade Gutierrez e Jereissati também negaram hoje planos para vender suas participações acionárias no Grupo Oi para a Portugal Telecom. Em nota, as companhias ressaltaram que tratam o investimento na Oi como de longo prazo. "O interesse dos grupos Andrade Gutierrez e Jereissati é alavancar sinergias com a Portugal Telecom no âmbito da parceria estratégica e tecnológica assinada e divulgada em julho de 2010", diz o comunicado.

Juntos, a PT e os grupos Andrade Gutierrez e Jereissati fazem parte do grupo de acionistas controladores da Oi. Além de participações diretas na companhia, os três investidores também possuem fatias na Telemar Participações, a holding que detém uma fatia de 56% na Oi. Com informações são da Dow Jones.

Carregando...