Portugal consegue juros muito mais baixos em sua emissão de 2,5 bilhões

Lisboa, 16 jan (EFE).- Portugal captou nesta quarta-feira a totalidade de sua emissão de 2,5 bilhões de euros em dívida a três, 12 e 18 meses com uma forte redução dos juros, que no prazo mais longo não chegaram a 2%, contra quase 3% do leilão anterior.

O Tesouro luso considerou um sucesso o leilão, no qual vendeu 300 milhões a três meses com juros de 0,66% (2% na captação anterior, em novembro); 1,2 bilhões de euros a 12 meses com juros de 1,6% (2,1% em outubro); e um bilhão de euros a 18 meses com juros a 1,96% (2,99% em novembro).

A demanda no primeiro leilão de dívida lusa de 2013, ano no qual Portugal deve voltar a se financiar nos mercados quando se esgotarem, em setembro, os fundos de seu resgate financeiro, superou em 2,7 vezes a oferta do Tesouro luso.

Fontes do mercado consideraram especialmente positiva a redução dos juros na emissão de 18 meses, o prazo mais longo que Portugal colocou seus títulos desde que obteve, em maio de 2011, o resgate de 78 bilhões de euros concedido pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI). EFE

Carregando...