Mercado fechado

Portugal bate novo recorde de casos de Covid e manda 3 cidades para semi-confinamento

GIULIANA MIRANDA
·1 minuto de leitura

LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - No dia em que ultrapassou pela primeira vez a barreira de 3.000 novos casos do novo coronavírus, Portugal anunciou mais medidas para restringir a circulação de pessoas e tentar conter a pandemia. Três cidades no Norte do país com alta incidência de infecções -Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira- entrarão em uma espécie de semi-confinamento. A medida valerá inicialmente por sete dias e será revista ao fim deste período. Por decisão do Conselho de Ministros, que se reuniu nesta quinta-feira (22), os moradores destes locais deverão permanecer em casa, deslocando-se apenas por motivos de trabalho, saúde, supermercado e algumas outras poucas situações. Ao contrário do primeiro confinamento, desta vez as escolas não serão obrigadas a fechar. Por isso, saídas para ir ou voltar dos estabelecimentos de ensino também serão permitidas. Para evitar viagens no fim de semana do dia de Todos os Santos (1/11), quando tradicionalmente as pessoas voltam às cidades de origem para celebrações religiosas e visitas a cemitérios, o governo anunciou a proibição de deslocamento entre cidades. A medida vale entre 30 de outubro e 3 de novembro em todo o país. Nesta quinta-feira (22), Portugal bateu mais uma vez o máximo diário de novos casos de Covid-19. Foram 3.270, segundo dados da DGS (Direção-Geral da Saúde). Desde o início da pandemia, o país soma 109.541 casos confirmados e 2.245 mortes.