Mercado fechado

Porto de Rio Grande tem movimento recorde em junho

·1 minuto de leitura
Movimentação de contêineres no porto de Rio Grande (RS)
Movimentação de contêineres no porto de Rio Grande (RS)

SÃO PAULO (Reuters) - O porto gaúcho de Rio Grande movimentou em junho mais de 4,4 milhões de toneladas, o que representa um avanço de 16,16% em relação a igual período do ano anterior e um novo recorde mensal para a instalação, informou nesta segunda-feira a Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul.

O resultado supera a marca de setembro de 2018, quando o porto havia movimentado cerca de 4,3 milhões de toneladas, de acordo com a autoridade portuária, que celebrou a marca em meio à pandemia de coronavírus.

Além de recorde mensal, o resultado de junho contribuiu para que o primeiro semestre de 2020 se tornasse o segundo melhor da história do porto, com movimentações de quase 20 milhões de toneladas -- alta de 7% ante os seis primeiros meses de 2019.

As cifras foram puxadas por fortes embarques de soja, que atingiram 6,5 milhões de toneladas no primeiro semestre, avanço de 27,35% no comparativo anual.

Os embarques brasileiros da oleaginosa, principal produto movimentado em Rio Grande, têm sido impulsionados por forte demanda (especialmente da China) e pelo câmbio favorável às commodities locais.

As movimentações de fosfatos e arroz também tiveram grande desempenho no semestre, com altas superiores a 30%, embora as circulações de produtos como milho (-2,6%), trigo (-5,9%), petróleo (-3,8%) e farelo de soja (-12,1%) tenham ficado aquém das registradas no primeiro semestre de 2019.

Os granéis sólidos foram os produtos com maior contribuição ao resultado, com 12,46 milhões de toneladas no semestre, sendo 2,9 milhões de toneladas em junho.

(Por Gabriel Araujo)