Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,28
    +0,37 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.808,80
    +4,20 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    19.063,15
    -57,16 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,66
    +9,91 (+2,68%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.996,11
    +407,91 (+1,53%)
     
  • NIKKEI

    26.674,91
    +509,32 (+1,95%)
     
  • NASDAQ

    12.166,50
    +90,50 (+0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4006
    +0,0037 (+0,06%)
     

Porto Alegre deve ter segundo turno acirrado; Câmara terá 1/3 de mulheres

·1 minuto de leitura
Sebastião Melo venceu primeiro turno com 31,01% dos votos (Foto: Reprodução)
Sebastião Melo venceu primeiro turno com 31,01% dos votos (Foto: Reprodução)

Porto Alegre é a única capital do Sul do país que terá segundo turno. Na primeira parte da campanha, Manuela D’Ávila (PCdoB) despontava como favorita, mas foi ultrapassada por Sebastião Melo (MDB).

Enquanto a candidata do PCdoB teve 29%, enquanto Melo teve 31,01%. O ex-prefeito Fortunati, do PTB, abandonou a candidatura durante o primeiro turno e manifestou apoio a Sebastião Melo, o que pode ter ajudado o candidato do MDB.

Manuela D’Ávila postou nas redes sociais que já entrou em contato com Fernanda Melchionna (PSOL), que também concorreu à prefeitura da capital gaúcha e teve 4,34% dos votos. “Vamos nos encontrar, celebrar nossas ideias comuns com relação a cidade e caminhar juntas até a vitória!”

Leia também

A candidata do PCdoB ainda disse que se encontrará com representantes da Rede para dialogar e confirmar o compromisso com a sustentabilidade, principal pauta da legenda.

Na Câmara dos Vereadores de Porto Alegre, o número de mulheres é mais expressivo do que em outras capitais, como o Rio de Janeiro. Entre os 36 vereadores eleitos, 12 são mulheres. A pessoa mais votada para integrar a Câmara é Karen Santos (PSOL), com 15.702 votos.