Mercado fechará em 2 h 31 min

PORTFÓLIO-Estrategistas mantêm viés positivo para bolsa em julho, mas volátil e com menor "upside"

Por Paula Arend Laier

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - Estrategistas veem um cenário ainda benigno para as ações brasileiras neste mês, apoiado particularmente em juros historicamente baixos no país, mas volátil e sem muito "upside", em razão de riscos associados ao Covid-19.

Preocupações com a chance de nova uma onda de casos do novo coronavírus adicionam incertezas, mas dados têm mostrado recuperação mais rápida das economias e permanece o quadro de ampla liquidez global com as medidas de combate ao vírus.

O Ibovespa avançou cerca de 50% desde a mínima do ano, registrada em março, acumulando desempenhos positivos em abril, maio e junho e garantindo o melhor segundo trimestre desde 1997. Mas ainda mostra perdas no ano.

Carlos Sequeira e Osni Carfi, do BTG Pactual, avaliam que, em termos de fundamentos, e com base nas perspectivas da casa para o PIB brasileiro, resultados das empresas e taxas de juros de longo prazo, há pouco espaço de alta para o Ibovespa.

"Mas um ambiente político mais estável e fluxos mais elevados para ações, induzidos por taxas de juros de curto prazo extremamente baixas, podem pavimentar o caminho para o Ibovespa continuar a se mover para cima", afirmaram.

Na última pesquisa Focus, as projeções de economistas apontavam contração de 6,54% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, com estimativas de que a taxa Selic encerre o ano a 2%, de 2,25% ao ano em vigor atualmente.

Para Victor Penna e equipe, da BB Investimentos, a bolsa deve se sustentar no atual patamar, "mas a possibilidade de realização entra em cena diante de dados macroeconômicos do Brasil fracos e início da divulgação dos resultados do segundo trimestre.

A XP Investimentos ainda apontou que indicadores de fluxo e posicionamento de participantes do mercado, tanto para Brasil quanto globalmente, continuam sinalizando que investidores estão bem abaixo das alocações que detinham no início do ano.


Veja cinco carteiras recomendadas para julho compiladas pela Reuters:


BB Investimentos

Bradesco PN

B2W

Cyrela

Ecorodovias

Klabin Unit

MRV

Santander Brasil Unit

Tupy

Vale

Via Varejo



BTG Pactual

Petrobras

Vale

B3

JBS

Lojas Americanas PN

TIM

CCR

SulAmerica

Totvs

Cyrela



Easynvest

Itaú Unibanco PN

Telefônica Brasil PN

Equatorial Energia

Lojas Renner

Gerdau PN

SLC Agrícola

B3

Hapvida

Natura

WEG



Terra Investimentos

B3

Bradesco PN

Gerdau PN

JBS

Magazine Luiza

Rumo

Petrobras PN

Telefônica Brasil PN

Klabin Unit

Vale



XP Investimentos

B3

Banco do Brasil

Cesp PNB

Gerdau PN

Iguatemi

Eztec

Lojas Americanas PN

Localiza

Vale

Vivara