Mercado abrirá em 7 h 58 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +362,83 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,88 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,32
    -0,13 (-0,15%)
     
  • OURO

    1.717,80
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    19.961,47
    -412,39 (-2,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    454,55
    -8,57 (-1,85%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,96 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    17.809,40
    -202,75 (-1,13%)
     
  • NIKKEI

    27.110,85
    -200,45 (-0,73%)
     
  • NASDAQ

    11.508,75
    -33,00 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0969
    -0,0166 (-0,32%)
     

Porta-voz da Casa Branca diz que chances de acordo de alívio à Covid-19 antes da eleição são "pequenas"

WASHINGTON (Reuters) - A secretaria de imprensa da Casa Branca reduziu nesta terça-feira as perspectivas de que um pacote de alívio devido ao coronavírus seja definido antes da eleição presidencial norte-americana em 3 de novembro, culpando a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, por querer demais.

"As chances são pequenas quando há alguém como Nancy Pelosi como presidente da Câmara, quando se observa a proposta que eles apresentaram e que ainda permanece", disse a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, na Fox Business Network.

(Reportagem de Doina Chiacu)