Mercado abrirá em 2 h 29 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,39
    -1,58 (-2,20%)
     
  • OURO

    1.759,20
    +7,80 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    44.928,72
    -3.144,52 (-6,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.122,56
    -102,97 (-8,40%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.845,81
    -117,83 (-1,69%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.165,00
    -161,00 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1883
    -0,0111 (-0,18%)
     

PornHub cria museu virtual com "nudes clássicos" e é processado pelo Louvre

·2 minuto de leitura

Na semana passada, o Pornhub anunciou uma espécie de museu online só com obras de arte com nudez. A iniciativa “Classic Nudes” tinha como objetivo reunir quadros e esculturas eróticas de todo o mundo em uma seção exclusiva do site. O problema é que os museus de verdade não gostaram nada da ideia e processaram a empresa para evitar a divulgação.

Com as restrições em razão da pandemia, os museus precisaram ficar boa parte do ano fechados, sem visitantes. O PornHub queria valer-se disso para levar as pessoas a um “tour erótico” virtual por museus de diversas partes do planeta, como The Metropolitan Museum of Art (MET), Museo Nacional del Prado, Louvre e a galeria Uffizi — e esses dois últimos foram os autores do processo.

Nada de reproduzir obras com "nudes" do Louvre, Pornhub! (Imagem: Mbaum/Unsplash)
Nada de reproduzir obras com "nudes" do Louvre, Pornhub! (Imagem: Mbaum/Unsplash)

O embaixador do Pornhub, Asa Akira, disse em um comunicado à imprensa que há um “tesouro de arte erótica” escondido, o que envolveria nus, orgias e outras temáticas ligadas ao sexo. A ideia era levar esse "pornô intelectual" para o site, um dos maiores do mundo no segmento de vídeos pornográficos.

Além da rejeição por parte dos museus, os artistas ainda vivos cujas obras foram rotuladas como eróticas também não curtiram nada a investida do PornHub. “Ninguém concedeu autorização para a operação ou uso da arte”, disse um porta-voz da Uffizi Gallery, em Florença.

Segundo o representante, em entrevista concedida ao site Inside Hook, a legislação italiana sobre o patrimônio cultural exige a autorização prévia para uso ou reprodução de obras com finalidade comercial. Há taxas a serem pagas e certidões necessárias antes de sair por aí expondo o nu alheio, além da autorização formal da galeria, o que dificilmente ocorreria se um pedido oficial fosse submetido.

O Louvre também não quis entrar na brincadeira e partiu para a ameaça direta: “O Pornhub ouviu nossos advogados. Esperamos que as obras sejam removidas imediatamente”, teria dito o porta-voz da instituição ao site.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos