Mercado fechará em 2 h 37 min
  • BOVESPA

    113.377,55
    +1.104,54 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.619,18
    +97,75 (+0,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,90
    +1,00 (+1,28%)
     
  • OURO

    1.943,70
    +4,50 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    23.137,96
    -97,90 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,90
    +6,11 (+1,18%)
     
  • S&P500

    4.042,89
    +25,12 (+0,63%)
     
  • DOW JONES

    33.799,21
    +82,12 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.772,65
    -12,22 (-0,16%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.068,00
    +100,00 (+0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5310
    -0,0160 (-0,29%)
     

Por que passagem de avião é tão cara? Escassez de aeronaves é um dos motivos

A passagem de avião está mais cara do que nunca no Brasil. A afirmação pode ser feita com base nos dados divulgados pela plataforma Voopter, desenvolvida para efetuar buscas e comparações entre os valores dos tíquetes em voos nacionais e internacionais, nas mais diversas companhias aéreas.

De acordo com o levantamento divulgado recentemente pelo jornal O Estado de S.Paulo, o preço da passagem de avião aumentou durante todo o ano, mas estabeleceu recordes em dezembro, principalmente em voos marcados para o período entre o Natal e o Ano-Novo. O trecho que liga São Paulo a Recife, por exemplo, estava 124,7% mais caro do que em 2021.

A plataforma informou que um voo ligando a capital paulista à pernambucana saía por R$ 2.625 há um ano, e agora não podia ser encontrado por menos de R$ 5.855.

Uma viagem de Salvador, na Bahia, para São Paulo, também ficou mais “salgada” e hoje custa R$ 2.132, ante os R$ 970 que eram necessários para cobrir o mesmo trecho no início do ano.

Voar está mais caro tanto dentro quanto fora do Brasil (Imagem: Mstandrett/Envato/CC)
Voar está mais caro tanto dentro quanto fora do Brasil (Imagem: Mstandrett/Envato/CC)

Por que a passagem de avião está tão cara?

São três os principais motivos para a passagem de avião estar tão cara no Brasil. O primeiro deles é, também, o mais surpreendente: a escassez de aeronaves.

A reabertura da China para voos internacionais, apesar da nova onda da covid-19, fez a procura por passagens aéreas explodir. E as companhias aéreas não estão conseguindo atender a demanda.

Empresas como a United Airlines e a Air India fizeram pedidos por novas aeronaves, mas não têm previsão para recebê-las. Airbus e Boeing, por sua vez, informaram que não poderão atender às solicitações de compras até meados de 2029. O total de pedidos por novos aviões já ultrapassou 12,7 mil, segundo o Jefferies Group.

Além da falta de aeronaves, o preço do petróleo é outro fator que influencia o preço da passagem de avião e a torna tão cara. Ajay Awtaney, fundador do site LiveFromALounge, afirmou à Bloomberg que a disparada nos preços do querosene usado como combustível nas aeronaves impactou diretamente na alta das passagens.

Escassez de aeronaves influencia o preço das passagens aéreas (Imagem: LightField Studios Envato/Envato/CC)
Escassez de aeronaves influencia o preço das passagens aéreas (Imagem: LightField Studios Envato/Envato/CC)

O tripé de “culpados” pela passagem de avião estar tão cara no Brasil fica completo com a volatilidade do dólar. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) colocou as altas constantes da moeda estadunidense no mesmo patamar do preço do petróleo para justificar o aumento nos preços dos bilhetes.

Segundo o órgão, os custos com combustível, que são reajustados com base no preço internacional do petróleo, representam 40% das contas das empresas aéreas. Como eles subiram 50% desde janeiro, impactaram o preço médio das passagens, que ficaram cerca de 22,4% mais caras desde então.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: