Mercado fechado

Por que os Estados Unidos estão demorando para implantar o 5G?

·3 min de leitura
Por que os Estados Unidos estão demorando para implantar o 5G?
Por que os Estados Unidos estão demorando para implantar o 5G?

Que o 5G será uma realidade mundial ninguém duvida, mas a adaptação para essa nova tecnologia levará algum tempo e dependerá de muitos testes operacionais nos países que estão investindo nessa infraestrutura. É o que está acontecendo nos Estados Unidos. Ao longo desta semana, as empresas de telecomunicações AT&T Inc. e a Verizon Communications Inc. concordaram em adiar o lançamento do 5G até 19 de janeiro para dar mais tempo ao Federal Aviation Administration.

O objetivo é avaliar se os sinais sem fio interferem nos sistemas de controle de voo. Além disso, há muitos outros cuidados que estão sendo adotados para evitar problemas operacionais nessa primeira fase de implantação. Entre eles, os especialistas citam o custo e a complexidade de lançar uma nova infraestrutura, o que necessita de muita cautela nessa primeira fase.

Entraves para melhorar o sinal do 5G nos EUA

Apesar de já ter implantado o sinal de 5G de forma comercial, desde 2020, em 50 cidades, ainda há muitos outros entraves para tornar a tecnologia mais acessível.

Outro fator que tem despertado críticas é a velocidade das conexões norte-americanas, com uma média de download um pouco acima de 50 Mbps. A principal causa é a barreira criada por várias operadoras em gastar milhões de dólares na atualização das antenas e também de outras estruturas exigidas pela tecnologia.

Enquanto isso, a velocidade do 5G para download, na Coréia do Sul, está na casa de 472 Mbps e, na Bulgária, 402 Mbps. Valores que podem ultrapassar a casa dos 625 Mbps, de acordo com a capacidade e qualidade dos serviços de cada operadora.

Empenho concentrado para viabilizar 5G nos EUA

Ciente da importância da obtenção de uma infraestrutura adequada para o 5G, o diretor de tecnologia global da Dell Technologies Inc, John Roese, disse que as conexões mais rápidas vão abrir inúmeras oportunidades em vários setores, como manufatura, logística, varejo e agricultura.

Isso porque as empresas conseguem configurar com mais rapidez os serviços sem fio, tornando-se um investimento fundamental para otimizar o tempo, reduzir os custos e ainda aumentar a produtividade.

“É a chave para fábricas e cidades inteligentes, a transformação da saúde, oferecendo a todas as comunidades maior acesso à tecnologia”, afirmou Roese.

antes 5g no campo
Um dos setores que deve ser amplamente beneficiado pelo 5G é o agronegócio; EUA ainda enfrentam entraves para viabilizar tecnologia que pretende revolucionar a economia mundial Imagem: Petar Petrov / Shutterstock

Leia mais:

Espera necessária

Para o diretor da Garner Inc., Bill Menezes, é preciso realizar todos os testes necessários e também aguardar o tempo da disponibilização das ondas de rádio descritas no leilão, a realização dos mesmos e a consequente implantação da infraestrutura.

Entre as empresas de logística que aguardam pela expansão do 5G nos Estados Unidos está a DHL, que pretende investir pesado em robótica, scanners e tecnologia de rastreamento.

China domina 5G e já estuda 6G

Enquanto os Estados Unidos ainda patinam na instalação do 5G em todo território, a China já está pensando em 6G.

Atualmente, o 5G já atinge 376 cidades, o maior índice mundial, com quase um milhão de bases transmissoras. 392 milhões de domicílios estão conectados na tecnologia, com uma velocidade média de 212 Mbps.

Entre as marcas que já estudam o 6G está a Huawei, que pretende chegar a velocidade de conexão até 50 vezes mais alta do que o 5G.

Via: The Wall Street Journal

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos