Mercado abrirá em 1 h 32 min

Por que fumar é tão viciante?

Parar de fumar não é uma tarefa fácil, considerando que o tabaco é extremamente viciante, interagindo diretamente com o cérebro. Segundo a FDA (Food and Drug Administration, órgão de saúde dos EUA), o vício é definido principalmente como uma perda de controle sobre o uso de uma substância e o uso continuado, apesar das consequências.

Segundo os cientistas, o tabaco é especialmente viciante quando levado para os pulmões porque "o início dos efeitos semelhantes a estimulantes ocorre muito rapidamente por essa via de administração". Embora o prazer de fumar um cigarro seja imediato, esse estímulo também desaparece rapidamente, o que leva os fumantes a consumir tabaco com frequência na tentativa de alcançar essa experiência.

O que acontece é que quando o tabaco é consumido, os níveis de nicotina na corrente sanguínea aumentam, até que chegue ao cérebro. Uma vez no cérebro, a nicotina se liga e ativa os receptores que liberam a dopamina, neurotransmissor que faz a pessoa se sentir bem. Como resultado, os cérebros dos fumantes passam a considerar a nicotina como uma substância de "bem-estar" e a anseiam nos intervalos entre os cigarros.

O tabaco desperta dopamina, o neurotransmissor ligado ao bem-estar (Imagem: twenty20photos/envato)
O tabaco desperta dopamina, o neurotransmissor ligado ao bem-estar (Imagem: twenty20photos/envato)

Os pesquisadores ressaltam que, se alguém fumar regularmente por meses e anos, o cérebro se acostumará a ter nicotina a ponto de precisar dela para funcionar bem. Assim, durante os períodos em que o indivíduo não fuma, pode experimentar sintomas físicos de abstinência até que o cérebro se ajuste à ausência da nicotina.

Os sintomas de abstinência incluem incapacidade de concentração, insônia, depressão e falta de apetite, de acordo com o National Cancer Institute.

Outro detalhe é que as pessoas que começam a usar produtos à base de tabaco quando crianças ou adolescentes podem ter mais dificuldade em parar, pois a exposição à nicotina atrapalha o desenvolvimento do cérebro. Enquanto os sistemas de recompensa no cérebro amadurecem cedo, o centro de controle no córtex pré-frontal amadurece lentamente.

No entanto, embora o vício do tabaco apareça rapidamente, o mesmo acontece com os benefícios para a saúde quando a pessoa desiste: 20 minutos depois de fumar um cigarro, a frequência cardíaca diminui, e dentro de 12 horas, os níveis do monóxido de carbono voltam ao normal no sangue. Dentro de três meses, a função pulmonar e a circulação melhoram, e depois de um ano, o risco de ataque cardíaco cai pela metade. O Canaltech já apontou como a tecnologia pode ajudar a parar de fumar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos