Mercado fechará em 4 h 27 min
  • BOVESPA

    107.840,69
    -1.100,99 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,44
    -1,70 (-2,00%)
     
  • OURO

    1.839,30
    +7,50 (+0,41%)
     
  • BTC-USD

    33.560,78
    -2.067,94 (-5,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    762,45
    -48,15 (-5,94%)
     
  • S&P500

    4.332,23
    -65,71 (-1,49%)
     
  • DOW JONES

    33.867,07
    -398,30 (-1,16%)
     
  • FTSE

    7.362,32
    -131,81 (-1,76%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.160,50
    -266,00 (-1,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1998
    +0,0098 (+0,16%)
     

Por que falar "flurona" pode ser enganoso?

·2 min de leitura

O termo "flurona" ganhou popularidade, nas redes sociais, para identificar uma pessoa que está simultaneamente infectada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e pela influenza (gripe). No entanto, a Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, defende que a expressão não deve ser usada, já que poderia levar os indivíduos a uma compreensão, no mínimo, enganosa da situação.

No Twitter, a universidade norte-americana compartilhou um GIF, feito a partir de um trecho do filme Meninas Malvadas, para chamar a atenção para esta discussão. O termo correto para "flurona" deveria ser coinfecção ou dupla infecção por covid-19 e influenza.

"Atenção, escritores de manchetes e tuítes: parem de tentar fazer do ‘flurona’ uma realidade. Sim, as pessoas podem pegar covid-19 e gripe, mas isso não significa que há um novo vírus por aí. É só azar de pegar mais de um simultaneamente. Chamar de ‘flurona’ pode confundir”, escreveu a universidade.

Termo "flurona" pode ser inadequado para definir casos de coinfecção de gripe e covid-19 (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato)
Termo "flurona" pode ser inadequado para definir casos de coinfecção de gripe e covid-19 (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato)

Entenda o termo "flurona"

Quadros de coinfecção por covid-19 e influenza passaram a ser reconhecidos como "flurona" desde que Israel registrou o primeiro caso do tipo. Para entender: este termo representa a junção das palavras "flu" — gripe em inglês — e corona — do coronavírus SARS-CoV-2.

Nas redes, chegou a existir uma discussão para "aportuguesar" o termo. Nesse sentido, foram sugeridas outras expressões para nomear os casos de coinfecção, como griporona ou ainda gripona. No entanto, essas expressões também estão incorretas, do ponto de vista técnico.

Sobre a questão, o pesquisador e virologista Anderson F. Brito destaca que "não existe um vírus híbrido da gripe/covid-19" e que "Infecções simultâneas por vírus que se disseminam juntos acontecem", mesmo que sejam indesejáveis.

"É importante ter muito cuidado ao inventar termos não-oficiais para designar doenças ou patógenos. Termos, como 'flurona' e 'Delta plus', só geram confusão e ansiedade desnecessárias", completa o pesquisador.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos