Mercado abrirá em 9 h 4 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.752,10
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    44.353,66
    +334,86 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.108,71
    -0,21 (-0,02%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.491,91
    -19,07 (-0,08%)
     
  • NIKKEI

    30.232,04
    +592,64 (+2,00%)
     
  • NASDAQ

    15.297,25
    -6,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2258
    +0,0008 (+0,01%)
     

Por que alguns aplicativos somem da App Store?

·4 minuto de leitura

A App Store, loja de distribuição de aplicativos oficial dos dispositivos da Apple, é um local comprovadamente confiável para baixar e instalar aplicativos. Ela possui controles rígidos de acesso e políticas assertivas relacionadas à segurança e privacidade do usuário, ao passo que as concorrentes são mais flexíveis e dão brechas para malwares e vírus.

Devido a isso, e muitos outros fatores, não é incomum que alguns aplicativos simplesmente sumam da loja e não estejam mais disponíveis para download. É justamente sobre isso que vamos abordar neste artigo, para que você, leitor, entenda o motivo pelo qual não encontra mais um determinado aplicativo na App Store do seu dispositivo Apple.

Por que aplicativos somem da App Store?

1. Quebra das políticas da Apple

Esse é o motivo mais comum pelos quais aplicativos somem da App Store sem deixar recado. A Apple possui políticas burocráticas e segue-as à risca. Portanto, se um app ou desenvolvedor não acompanhá-las devidamente, a empresa retira o app da loja sumariamente.

Algumas das suas políticas recorrentes são:

  • Violação de conteúdo: a Apple barra aplicativos que promovem conteúdo ou serviços inadequados, ou prejudiciais, como comércio de mercadorias proibidas, nudez e pornografia, entre outros.

  • Propriedade intelectual: ninguém gosta de ter seu trabalho copiado, e a Apple se torna mediadora desse processo. Caso um desenvolvedor copie parâmetros populares de outros aplicativos, principalmente em jogos, o seu aplicativo é retirado. Isso também vale para aplicativos que baixam vídeos do YouTube, músicas com direitos autorais, entre outros.

  • Vírus, malware, adware: o óbvio precisa ser dito, a Apple é avessa a aplicativos que possam conter códigos que coloquem em risco os dispositivos dos seus usuários. Eles violam gravemente os termos de conduta da empresa e sequer ganham oportunidade de entrar na App Store.

  • Diretrizes de pagamento: a Apple tem uma política clara de comercialização e transações financeiras entre apps e usuários. Cada venda de conteúdo deve pagar uma taxa de 30% à empresa, que proibe vendas "por fora". A Epic Games foi punida por burlar esta regra e seu jogo, Fortnite, barrado da App Store.

2. Bloqueio por leis e regulamentação de países

Outro motivo para aplicativos não estarem disponíveis na App Store se deve às restrições das legislações de cada país. Por isso, a App Store se subdivide em regiões contendo, portanto, a App Store brasileira e americana, por exemplo.

Isso vale principalmente para serviços de streaming que não estão disponíveis em outros lugares, ou jogos que são bloqueados devido ao seu conteúdo. No Brasil, o caso mais famoso é o jogo Grand Theft Auto: San Andreas, barrado da App Store brasileira.

3. Problemas de compatibilidade

Os desenvolvedores precisam ficar muito atentos sobre a compatibilidade dos seus aplicativos em dispositivos da Apple. Visando a melhor experiência do usuário, não é incomum que aplicativos sejam retirados da App Store por não funcionarem corretamente.

A lógica inversa também é válida: caso um iPhone ou iPad mais antigo não seja capaz de rodar um aplicativo perfeitamente compatível com as gerações mais recentes, eles saem da lista de compatibilidade. Por isso, muitos smartphones mais antigos não conseguem baixar o WhatsApp e outros apps comuns.

4. O desenvolvedor retira do ar

O último motivo, e não menos importante, é remoção do aplicativo pelo próprio desenvolvedor. Isso acontece geralmente quando se tratam de aplicativos mais antigos, mal revisados, com problemas de performance e outros motivos.

Um dos casos mais conhecidos se trata da remoção do Flappy Bird. Sem qualquer motivo prévio, o próprio desenvolvedor resolveu retirar ao seu jogo do ar com a justificativa de que as pessoas estavam se tornando "viciadas" nele.

Onde encontrar aplicativos fora da App Store?

Se você baixou um aplicativo no passado e não está mais vendo na App Store, pode ser que ainda seja possível baixá-lo. Para isso, abra a App Store, toque na sua foto de perfil, vá em "Compras" > "Minhas Compras". Role a tela para baixo e procure a lista de apps, ou, utilize o campo "Buscar".

Busque por apps que foram baixados e não estão disponíveis da App Store - Captura de tela: Thiago Furquim (Canaltech)
Busque por apps que foram baixados e não estão disponíveis da App Store - Captura de tela: Thiago Furquim (Canaltech)

Caso você esteja procurando aplicativos fora da App Store, existem duas maneiras: por jailbreak ou perfis de terceiros. Realizar o jailbreak em um dispositivo Apple é bastante perigoso, visto que você perderá as barreiras de segurança da Apple que protegem seu aparelho de ameaças.

E, embora baixar perfis de terceiros não mexam com as estruturas internas dos dispositivos Apple, também não aconselhamos optar por este método. Assim como qualquer sistema operacional, eles podem aproveitar brechas de códigos e ameaçar a integridade dos seus dados e privacidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos