Mercado fechado

Por que é errado chamar de "lado escuro" o lado afastado da Lua?

Felipe Junqueira

A Lua está sempre com a mesma face virada para a Terra, mas isso não significa que o outro lado seja escuro — então é errado falar "lado escuro da Lua" ao se referir sobre o hemisfério lunar que não conseguimos ver daqui da Terra. James O'Donoghue, ex-cientista da NASA que trabalha atualmente para a JAXA (agência espacial japonesa), criou duas animações para explicar essa questão de maneira didática.

“Lembre-se de não dizer ‘lado escuro da Lua’ quando se referir ao ‘lado afastado da Lua’”, escreveu o cientista em seu Twitter. “Em um período de 12 horas, a escuridão se move 185 km pelo equador lunar, então você pode ver mudança de fase em uma única noite”, explicou.

A animação mostra como a Lua, assim como a Terra, sempre tem metade de sua superfície iluminada pela luz do Sol, enquanto a outra metade está escura, mas que há uma movimentação de luz e escuridão. Ou seja: não existe um hemisfério em que sempre é noite, ao contrário do que a expressão “lado escuro da Lua” nos leva a acreditar.


O ideal, portanto, é chamar de “lado afastado” ou de “lado mais distante”, pois se trata do hemisfério do satélite natural que nunca pode ser visto aqui da Terra. Porém, lembre-se que há momentos em que podemos ver um pouco desse hemisfério escondido, por conta de um fenômeno chamado libração, um movimento de balanceio da Lua, que muda de leve a perspectiva do satélite para quem olha daqui.

Duração dos dias e noites lunares

Cada dia lunar dura duas semanas terrestres, assim como cada noite. Na fase de Lua Nova, o lado afastado está inteiramente iluminado; portanto, de dia, enquanto a face virada para a Terra está escura, à noite, com uma pequena faixa de sua superfície sendo visível para nós.

“Um termo melhor [do que lado escuro] que usamos na astronomia é 'lado noturno': não é ambíguo e é informativo da situação que estamos discutindo”, escreveu O’Donague. Lembrando, no entanto, que o lado noturno varia durante os 29,5 dias em que a Lua dá a volta na terra.

O mais curioso é que o lado mais afastado da Lua tem período de iluminação maior do que sua face mais conhecida por nós. É que o primeiro hemisfério nunca sofre um eclipse, enquanto o lado voltado para a Terra é encoberto pela sombra do planeta em alguns períodos. Isso não ocorre em toda fase de Lua Cheia porque o satélite tem uma inclinação de 5° de sua órbita em relação à da Terra ao redor do Sol.

No vídeo abaixo, você entende melhor do que estamos falando:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: