Mercado fechará em 3 h 15 min

Por que a água do mar é salgada?

Em toda a água presente no oceano existem trilhões de toneladas de sal diluídas — e qualquer um que já tomou um banho de mar certamente já sentiu que a água do mar é salgada. Mas o que pode não ser óbvio para todo mundo é: por que a água do mar é salgada? De onde vem esse sal?

A resposta está em um processo de milhões de anos e tem a ver com o ciclo da água e fenômenos geológicos. Mas, antes de entender a origem do sal presente no oceano, é importante ressaltar que este sal não é apenas o Cloreto de Sódio (NaCl), conhecido também como sal de cozinha.

É fato que essa substância representa cerca de 85% dos sais marinhos, mas ela não é a única: sais formados por outros íons, como o sulfato, bicarbonato, cálcio, potássio e magnésio compõem quase todos os 15% restantes. Uma parcela menor que 1% é representada por uma enorme variedade de outros íons.

O Cloreto de Sódio é o sal que utilizamos na nossa alimentação (Imagem: Pavel Neznanov/Unsplash)
O Cloreto de Sódio é o sal que utilizamos na nossa alimentação (Imagem: Pavel Neznanov/Unsplash)

Como é formado o sal do mar?

A origem do sal marinho está em um processo chamado intemperismo químico ou físico. Ele nada mais é do que o desgaste ocasionado pela ação da água nas rochas terrestres. Deve-se ressaltar que o processo não é feito somente pelas águas do mar: os rios também realizam a dissolução dos minerais das rochas.

O que acontece com os rios é que sua água e os sais que ela carrega chegam ao oceano. O acúmulo, com o passar de milhões de anos, conferiu aos mares e oceanos essa grande quantidade de sais dissolvidos.

O desgaste de rochas pelos rios e oceanos libera sais minerais na água (Imagem: Dan Stark/Unsplash
O desgaste de rochas pelos rios e oceanos libera sais minerais na água (Imagem: Dan Stark/Unsplash

Mas ainda falta uma parte da equação para entender todo o processo: o ciclo das águas. Os mares e os rios evaporam para formar a chuva; a questão é que a taxa de evaporação em rios e mares é diferente.

O mar contribui com 84% da água evaporada, mas, por causa da ação dos ventos, recebe apenas 77% da água da chuva. Os rios estão na situação oposta, contribuindo menos com a evaporação e recebendo mais chuva. Quando os rios desaguam no oceano, o ciclo é fechado.

Por que o mar não fica mais salgado?

As conchas são formadas pelo sal carbonato de cálcio (Imagem: Biel Morro/Unsplash)
As conchas são formadas pelo sal carbonato de cálcio (Imagem: Biel Morro/Unsplash)

Recebendo constantemente os sais das águas dos rios e perdendo água mais rapidamente pela evaporação, entendemos por que a água do mar é salgada. Mas, se ele continua a receber sal, como o mar não fica mais salgado?

Bem, o sal é depositado com o tempo no fundo do oceano e, além disso, estas substâncias integram a formação de estruturas de animais marinhos, como as conchas, formadas por carbonato de cálcio. Ou seja: a própria dinâmica desse ecossistema garante o equilíbrio da salinidade marítima.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: