Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.778,30
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    32.417,65
    +984,98 (+3,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    765,23
    -29,10 (-3,66%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.273,00
    +14,75 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9198
    0,0000 (0,00%)
     

Por conta do Android Auto, Google terá que pagar R$ 639 milhões à Itália

·1 minuto de leitura
Por conta do Android Auto, Google terá que pagar R$ 639 milhões à Itália
Por conta do Android Auto, Google terá que pagar R$ 639 milhões à Itália

É possível que a Google tenha que desembolsar uma verdadeira “bolada” à Itália. Isso porque um órgão regulatório italiano resolveu aplicar uma multa à gigante de buscas online por uma suposta infração do Android Auto, infraestrutura que permite que dispositivos Android forneçam uma interface de usuário personalizada para serem usadas em um veículo.

No valor de 100 milhões de euros (cerca de R$ 640 milhões), a violação deverá ser paga pela violação de leis, uma vez que o Google bloqueou o acesso ao aplicativo JuicePass no país, segundo a AGCM (Italian Competition Authority, em inglês).

O JuicePass é um aplicativo desenvolvido pela Enel que permite a localização de terminais de recarga para carros elétricos. De certa forma, a posição o Google mundialmente pode ter sido considerado como “abuso de poder”.

Leia mais:

O órgão regulador afirma que a medida de bloqueio do JuicePass acontece há mais de dois anos para favorecer o serviço Google Maps, concorrente direto da app italiano, já que o Maps também ajuda usuários a localizarem terminais de recarga no país. Além da multa, o Google será obrigado a disponibilizar o JuicePass no Android Auto.

Outra acusação feita pela AGCM é que a medida da big tech pode ser diretamente responsável por impedir o aumento da demanda do segmento de veículos elétricos no país europeu.

“Consequentemente, podem ocorrer possíveis efeitos negativos à difusão dos veículos elétricos, ao uso de energia ‘limpa’ e à transição para uma mobilidade mais ambientalmente sustentável”, afirmou o regulador em nota.

Via: Engadget

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos