Mercado fechará em 49 mins
  • BOVESPA

    112.002,49
    +2.284,55 (+2,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.627,37
    +166,82 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,91
    -2,43 (-2,58%)
     
  • OURO

    1.816,40
    +9,20 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    24.166,05
    +17,08 (+0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    575,42
    +4,14 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.270,74
    +63,47 (+1,51%)
     
  • DOW JONES

    33.707,80
    +371,13 (+1,11%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.540,25
    +229,00 (+1,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2008
    -0,1229 (-2,31%)
     

População de Xangai teme confinamento com novo surto de Covid

(Bloomberg) -- A tensão se espalhou por Xangai após um aumento no número de casos de Covid-19. A população teme uma volta ao confinamento que deixou a maioria dos residentes do centro financeiro chinês presos em casa por dois meses.

A cidade registrou 59 novas infecções na segunda-feira, o quarto dia consecutivo em que os números de casos se mantiveram acima de 50. O aumento acentuado segue a descoberta de casos da subvariante BA.5, mais contagiosa, que desencadeou duas rodadas adicionais de testes em massa entre terça e quinta-feira desta semana em nove dos 16 distritos de Xangai e em outras áreas onde foi encontrada.

A abordagem Covid Zero está mais uma vez sendo testada à medida que os surtos aumentam em todo o país. Já são cerca de 30 milhões as pessoas que estão sob alguma forma de restrições de movimento para conter a transmissão, mas as autoridades até agora evitaram novos lockdowns generalizados nas principais regiões econômicas.

O país como um todo registrou 347 casos na segunda-feira. Um surto na província de Henan contava 73 casos. Uma única infecção levou Wugang, lar da Wuyang Iron & Steel, a um lockdown de três dias. A província de Guangdong - que faz fronteira com Hong Kong e Macau - registrou 42 casos.

O índice CSI 300 caiu 0.9% na terça-feira, depois de perder 1,7% na segunda, e registra queda de cerca de 13% no ano.

Os residentes de Xangai, onde as autoridades haviam declarado vitória sobre o vírus no mês passado, estão revivendo memórias difíceis após várias rodadas de testes e o bloqueio de alguns complexos residenciais. A população ficou trancada dentro de casa durante grande parte de abril e maio, lutando para ter acesso confiável a alimentos e cuidados médicos, com um enorme custo econômico e algumas das mostras mais fortes de sentimento anti-governo em anos.

Com o número de casos em alta mais uma vez e as autoridades negando especulações de um lockdown iminente, a probabilidade de um retorno às medidas mais rígidas que deixaram a China isolada do resto do mundo é um tema quente de discussão em toda a cidade de 25 milhões de habitantes.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos