Mercado abrirá em 2 h 33 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,79
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.783,30
    +14,30 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    32.648,22
    -1.249,55 (-3,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    802,35
    -137,60 (-14,64%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.033,29
    +15,82 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.104,00
    +69,00 (+0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0538
    +0,0177 (+0,29%)
     

População chinesa chega a 1,41 bilhão de habitantes (censo)

·1 minuto de leitura
A população chinesa cresceu em 72 milhões de pessoas na última década

A população da China chegou no ano passado a 1,41 bilhão de habitantes, anunciou nesta terça-feira o país mais populoso do mundo, ao apresentar os resultados do seu censo, realizado a cada 10 anos.

Em comparação com a pesquisa de 2010, a população chinesa cresceu em 72 milhões de habitantes, o que equivale a um aumento de 5,38% em 10 anos, segundo o Departamento Nacional de Estatísticas.

O resultado do censo foi divulgado com um atraso de semanas. A China prevê que a curva de crescimento populacional irá atingir o pico em 2027, quando a Índia deverá ultrapassá-la e se tornar o país mais populoso do mundo. A população chinesa começaria, então, a diminuir, até chegar a 1,32 bilhão de habitantes em 2050.

O censo foi concluído em dezembro passado, com a ajuda de 7 milhões de voluntários. Seus resultados são considerados mais confiáveis do que as pesquisas demográficas anuais, baseadas em estimativas.

Desde 2017, a taxa de natalidade vem caindo no país, apesar da flexibilização, no ano anterior, da política do filho único, que permite o nascimento do segundo filho. A taxa caiu em 2019 a 10,48 a cada mil habitantes, nível mais baixo desde a fundação da China comunista, em 1949.

Os chineses seguem submetidos a um limite de dois filhos por família, e se levantam vozes pedindo o fim dessa barreira.

lxc-bar/sbr/ahe/erl/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos