Mercado abrirá em 2 h 9 min
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,33
    -0,29 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.832,00
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    38.919,11
    -1.182,69 (-2,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    925,06
    -5,30 (-0,57%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.018,20
    -60,22 (-0,85%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.878,25
    -159,50 (-1,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0307
    -0,0098 (-0,16%)
     

Ponte Aérea Rio-São Paulo testa reconhecimento facial em passageiros

·2 minuto de leitura

Os passageiros da Ponte Aérea Rio-São Paulo participam, simultaneamente, hoje (15), no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, e no Aeroporto Santos Dumont, na capital fluminense, de um teste para o embarque com o uso de reconhecimento facial, sem a necessidade de apresentar cartão de embarque e documento de identificação. A ligação aérea entre essas duas capitais é a quinta de maior movimento no mundo.

O projeto Embarque + Seguro 100% Digital, desenvolvido do Ministério da Infraestrutura, em parceria com o Serpro e a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, já foi testado nos aeroportos de Florianópolis, Salvador, Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Belo Horizonte (Confins). É a primeira vez em que os passageiros desse trecho testam, ao mesmo tempo, o sistema de tecnologia de ponta a ponta.

Ao longo do dia, passageiros da Azul Linhas Aéreas que se deslocarem entre os aeroportos de Congonhas e Santos Dumont serão convidados, no momento do check-in, a experimentarem a tecnologia de reconhecimento biométrico facial para acessar as áreas de embarque e as aeronaves nos dois terminais. Quem concordar, recebe uma mensagem no celular solicitando autorização para obtenção de seus dados, incluindo o CPF e uma foto.

Assista na TV Brasi


Depois que o passageiro consentir, o atendente da companhia aérea realiza a validação biométrica do passageiro utilizando o aplicativo do Serpro, que compara os dados e a foto tirada na hora com as informações armazenadas nas bases do governo. Assim que validado, o passageiro é liberado para entrar na sala de embarque e no avião, passando pelos controles biométricos, feito por meio de câmeras. O passageiro não precisa mais apresentar documentos.

De acordo com informações do ministério, no projeto-piloto são medidos indicadores como redução no tempo em filas, no acesso à sala de embarque e à aeronave e custos de operação. O objetivo do governo federal é, após a aprovação do projeto-piloto, implantar a tecnologia, que torna processo de embarque mais eficiente, ágil e seguro, nos principais aeroportos do país.

Segundo o Serpro, a ferramenta garante uma conferência precisa da identidade dos passageiros e atende à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e tem por premissa a segurança no tratamento dos dados pessoais contra uso indevido ou não autorizado.

Ouça na Radioagência Nacional:


Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos