Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,81
    +0,67 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.834,20
    +2,40 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    35.973,09
    +603,21 (+1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    832,16
    +589,48 (+242,91%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.273,15
    -249,11 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    14.547,75
    +121,25 (+0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1790
    -0,0110 (-0,18%)
     

Policial rodoviário rastreou carro da ex-mulher para encontrá-la no motel, em Campo Grande (MS)

·1 min de leitura

RIO - O policial rodoviário federal, de 48 anos, suspeito de invadir um motel nesta sexta-feira atirando, rastreou o carro da ex-companheira para localizá-la. A mulher e um personal trainer foram agredidos dentro de um quarto do estabelecimento. O homem foi baleado na boca e correu nu para pedir ajuda na rua, em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

A informação consta no boletim de ocorrência registrado pela mulher, de 32 anos. A informação é do Campo Grande News. Ela informou em depoimento que está em processo de separação do policial rodoviário federal.

O personal trainer baleado está internado na Santa Casa de Campo Grande. Ele passou por cirurgia e tem quadro de saúde estável. O policial rodoviário ainda não foi localizado.

No depoimento, a mulher também contou que o agressor entrou com o carro na rampa de saída do motel, pulou o portão e, armado com dois revólveres, entrou no quarto atirando. O policial fugiu em seguida.

De acordo com a delegada Jennifer Estevam de Araújo, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) o caso foi registrado como tentativa de feminicídio, e segundo informou ao Campo Grande News, ele deve responder também pela tentativa de assassinato do personal trainer. Os nomes das vítimas não foram revelados.

- Já foram requisitadas as imagens das câmeras de segurança do motel e testemunhas ainda serão ouvidas - relatou a delegada.

Nesta sexta-feira, uma perícia preliminar foi realizada no estabelecimento motel. A mulher foi atendida no hospital Proncor, em Campo Grande, onde permanece internada. Ela recebeu coronhadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos