Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.829,27
    +902,93 (+0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.771,12
    -56,81 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,20
    -0,76 (-1,09%)
     
  • OURO

    1.981,00
    -14,90 (-0,75%)
     
  • Bitcoin USD

    27.563,55
    +124,14 (+0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    597,33
    -21,06 (-3,41%)
     
  • S&P500

    3.970,99
    +22,27 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    32.237,53
    +132,28 (+0,41%)
     
  • FTSE

    7.405,45
    -94,15 (-1,26%)
     
  • HANG SENG

    19.915,68
    -133,96 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    27.385,25
    -34,36 (-0,13%)
     
  • NASDAQ

    12.922,75
    +68,75 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6520
    -0,0780 (-1,36%)
     

Policiais sequestram, torturam e roubam bitcoins de empresário

A Agência Estatal de Investigação da Ucrânia acusou membros do Departamento de Cibersegurança de ter sequestrado e torturado um empresário, pedindo bitcoins para liberar o investidor.

De acordo com a acusação, os oficiais do departamento utilizaram a posição privilegiada de investigadores para escolher a vítima, sabendo que ele possuía criptomoedas.

Leia também:

De acordo com informações da Polícia da Ucrânia os membros da SBU, o Serviço de Segurança da Ucrânia, formou um grupo criminoso entre as lideranças da equipe cibernética.

Esse grupo utilizou informações confiáveis e privilegiadas sobre os investimentos em criptomoedas do empresário que acabou sendo vítima do grupo.

Segundo a acusação o grupo de policiais criminosos sequestraram o empresário no dia 1 de outubro de 2020 “em plena luz do dia” na capital da Ucrânia, Kieve. A investigação afirma que os oficiais da SBU chegaram até a vítima, realizaram uma prisão irregular e o colocaram dentro de uma caminhonete.

“Após prenderem ilegalmente o empresário na caminhoneta, os oficiais da SBU aprenderam as chaves do apartamento e o iPhone do empresário”

Tortura

A acusação afirma que os oficiais da SBU foram até o apartamento usando as chaves roubadas e com o empresário ainda preso no veículo, os oficiais procuraram por dispositivos eletrônicos no apartamento, roubando um tablet e um notebook.

Após o roubo no apartamento, o empresário foi levado para uma floresta próxima de uma estrada. A vítima foi torturada por 1h30m, a demanda dos oficiais é que ele transferisse US$ 200 mil em bitcoins para a carteira dos polícias.

Após se recusar a pagar, o empresário foi levado até um Departamento de Polícia em Shevchenko.

Preso ilegalmente e temendo novas torturas a vítima acabou cedendo e foi obrigado a transferir 7 bitcoins para a carteira dos oficiais da SBU. Segundo as informações da investigação, divulgadas apenas recentemente, na época da transferência, os 7 bitcoins estavam avaliados em US$ 80 mil, mais de US$ 308 mil na cotação atual da moeda digital.

A investigação aponta o envolvimento de oito oficiais do setor cibernético da SBU na prática do delito. Em fevereiro deste ano a Agência Estatal realizou mandados de busca e apreensão nas residências dos réus a apreendeu dispositivos eletrônicos. No momento, os membros acusados de participarem do crime foram colocados apenas em prisão domiciliar como medida de contenção e foram removidos dos seus cargos na SBU.

Enquanto é comum encontrar pessoas alertando para você não revelar que tem Bitcoins para estranhos para evitar golpes do tipo, o caso levanta a questão de quem policia a polícia enquanto ela tem acesso a essas importantes informações.

Fonte: Livecoins