Mercado fechará em 47 mins

Policiais são demitidos por jogar Pokémon Go ao invés de trabalharem

·1 min de leitura
Policiais foram acusados de ignorar pedido de ajuda de outros policiais para ficar jogando. Getty Images.
Policiais foram acusados de ignorar pedido de ajuda de outros policiais para ficar jogando. Getty Images.
  • Policiais foram acusados de ignorar pedido de ajuda de outros policiais para ficar jogando;

  • A ação dos policiais ficou gravada no sistema de câmeras do veículo;

  • Os policiais teriam mentido para seus superiores, informando não ter ouvido o rádio.

Um caso curioso aconteceu na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos. Uma dupla de policiais foi demitida por ignorarem um pedido de reforço e irem caçar Pokémon, mais especificamente um Snorlax e um Togetic.

Segundo os documentos do processo, os policiais Louis Lozano e Eric Mitchell estavam em sua viatura no dia 15 de abril de 2017.

Após o carro ser chamado para ajudar no combate a um assalto de uma loja em um shopping da região, os policiais ignoraram o pedido e foram na direção oposta, onde aparentemente um Snorlax havia sido avistado.

Leia também:

Demissão e processo

A brincadeira de 20 minutos dos policiais acabou custando os seus empregos.

De volta na delegacia eles afirmaram não terem ouvido o pedido de ajuda. Acontece que os policiais foram flagrados no sistema de gravação de vídeo do carro, chamado de DICVS, comemorando a captura dos Pokémons ao invés de irem ajudar seus companheiros.

Os policiais ainda teriam comentado que seus amigos ficariam com inveja de suas novas aquisições.

Devido a isto, um comitê do Departamento de Polícia de Los Angeles decidiu que a dupla era culpada de não responder via rádio quando a viatura foi chamada, fazer declarações enganosas ao supervisor, fazer declarações falsas durante uma investigação interna e de jogar Pokémon Go em um veículo da polícia.

Os policiais, infelizes com a demissão, optaram por recorrer judicialmente contra a decisão. No entanto, tanto o tribunal quanto a corte de apelações confirmaram a decisão do comitê da Polícia e mantiveram a expulsão dos policiais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos