Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.323,48
    -426,82 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Policiais civis fazem vaquinha para ajudar família de agente morto no Jacarezinho

·1 minuto de leitura

RIO — Colegas de farda do policial civil André Leonardo Mello Frias, 48 anos, iniciaram uma vaquinha para ajudar a família do inspetor, morto com um tiro na cabeça durante operação realizada na comunidade do Jacarezinho, Zona Norte, na última quinta-feira (6).

A iniciativa visa suprir as necessidades financeiras da família do agente "nesse primeiro momento de dificuldade", explica uma colega. André Frias deixou a esposa, um enteado de 10 anos e a mãe, que sofreu um AVC há três anos e, desde então, vive acamada.

— Nós, colegas do André, sabemos da nossa realidade financeira. Por isso, ficamos muito preocupados: sabemos que, até a família conseguir atravessar todos os trâmites burocráticos para garantir a pensão, as contas continuam chegando — diz uma agente. Segundo ela, a ideia da ação solidária surgiu após conversas em grupos de whatsapp de policiais civis.

Quem tiver interesse em ajudar, pode contribuir com transferências de qualquer valor por meio da chave Pix (CPF) 119.462.467-78, ou pela conta corrente 28153-4 (agência 9291 - Itaú).