Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.687,75
    +158,78 (+0,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,02
    -0,65 (-1,04%)
     
  • OURO

    1.792,90
    +14,50 (+0,82%)
     
  • BTC-USD

    55.725,84
    +810,10 (+1,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,00
    +25,04 (+1,98%)
     
  • S&P500

    4.157,45
    +22,51 (+0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.024,93
    +203,63 (+0,60%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.851,50
    +57,25 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7004
    -0,0021 (-0,03%)
     

Polícia interrompe duas festas clandestinas com mais de 300 pessoas em SP

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Festa clandestina reúne 170 pessoas na região central de São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo interrompeu duas festas clandestinas realizadas no último sábado (6) em dois bairros da capital paulista: Canindé (região central) e Ponte Rasa (zona leste). Somados, os eventos que infringiram as medidas de combate ao novo coronavírus aglomeraram mais de 300 pessoas.

Na noite de sábado, agentes do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) flagraram uma festa com pelo menos 170 pessoas. Todos foram levados para o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPCC).

Leia também

O organizador da festa foi detido e liberado em seguida. Os demais foram fichados pela polícia e também dispensados. Em nota divulgada pelo portal G1, a Polícia Militar disse que emprega, em média, 4 mil oficiais a mais por dia para realizar diferentes ações durante a fase vermelha do Plano São Paulo, instituída pelo governo estadual para impedir a propagação do novo coronavírus por meio do fechamento do comércio e proibição de aglomerações.

Na madrugada de sexta para sábado, policiais do Dope apreenderam mais de 600 porções de drogas em uma festa clandestina, durante operação conjunta com a Vigilância Sanitária.

Os agentes flagraram cerca de 135 pessoas no evento. Ao perceberam a ação, todos os presentes deixaram o local abandonando frascos, papelotes e drágeas que, segundo a polícia, indicam ser substâncias proibidas.

No total, doze pessoas, além do organizador da festa, foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia da Divisão de Investigações sobre Infrações contra a Saúde Pública (DPPC), onde foi lavrado termo circunstanciado de infração de medida sanitária preventiva.