Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.605,54
    -1.411,46 (-1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.001,31
    -244,59 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,93
    -0,64 (-1,62%)
     
  • OURO

    1.908,20
    -3,70 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    13.717,34
    +29,27 (+0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    271,38
    +10,09 (+3,86%)
     
  • S&P500

    3.390,68
    -10,29 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    27.463,19
    -222,21 (-0,80%)
     
  • FTSE

    5.728,99
    -63,02 (-1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.787,19
    -131,61 (-0,53%)
     
  • NIKKEI

    23.388,63
    -105,67 (-0,45%)
     
  • NASDAQ

    11.531,75
    -56,25 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6794
    +0,0389 (+0,59%)
     

Polícia intercepta carta com veneno letal enviada à Casa Branca

Redação Notícias
·2 minutos de leitura
 AP Photo/Patrick Semansky
AP Photo/Patrick Semansky

Investigadores dos EUA interceptaram um envelope endereçado à Casa Branca que continha uma substância identificada como sendo a ricina, que é letal. A informação foi publicada pelo jornal The New York Times, com base em informações de uma autoridade informada sobre a apuração.

Não está claro em que momento antes de chegar à caixa postal da residência oficial do presidente dos EUA a correspondência foi interceptada, mas os investigadores acreditam que ela tenha sido enviada do Canadá, segundo a fonte ouvida pelo jornal americano.

A investigação agora tenta descobrir quem é o remetente e se outros envelopes foram enviados. De acordo com o New York Times, a Casa Branca ainda não comentou sobre o assunto.

A ricina é um resquício da produção do óleo de mamona, usado principalmente na indústria química, e não há antídoto contra sua ingestão.

Esta não foi a primeira vez que correspondências contendo a substância foram endereçadas à Casa Branca. Em 2013, um morador do Mississippi enviou cartas evenenadas para o então presidente Barack Obama e para o senador republicano Roger Wicker, que representava o estado, em uma tentativa de incriminar um rival.

Os envelopes foram interceptados em um local de triagem do sistema postal, a 6 km da residência oficial em Washington.

Já em 2014, a atriz Shannon Richardson foi condenada a 18 anos de prisão por enviar cartas intoxicadas com a ricina em maio de 2013 para diferentes pessoas, inclusive Obama e Michael Bloomberg, então prefeito de Nova York.

A substância também já fez parte, em 2011, do plano de quatro homens no estado da Geórgia para intoxicar agentes federais e estaduais em cinco cidades diferentes -eles foram detidos e condenados à prisão. Naquele mesmo ano, autoridades americanas de contraterrorismo acompanhavam a possibilidade crescente de que a Al Qaeda usaria a ricina em ataques contra os EUA.

Da FOLHAPRESS