Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,05
    +0,09 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.769,80
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    64.199,01
    +2.456,45 (+3,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.400,25
    +1,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5081
    +0,1166 (+1,82%)
     

Policia Civil deflagra operação “The Fake Bitcoin” e prende 5 pessoas

·2 minuto de leitura
Bitcoin falso fake
Bitcoin falso fake

A Polícia Civil do Amazonas (PCAM) deflagou uma operação na última quarta-feira (22), que acabou sendo batizada de “The Fake Bitcoin“, que na tradução literal significa “O Falso Bitcoin”.

De acordo com as investigações, um grupo estava sendo sondado pelas autoridades após registrar um grande lucro. Em alegações públicas, os membros dessa organização criminosa afirmavam que o alto volume de dinheiro era proveniente do mercado de criptomoedas, que registrou uma grande valorização nos últimos meses.

Contudo, os policiais receberam denúncias anônimas que indicaram que o assunto do grupo era com outro setor da segurança pública.

Vale lembrar que o Bitcoin é uma moeda digital descentralizada que funciona pela internet, mas sua imagem vem sendo associada a vários golpes no mercado brasileiro.

Operação “The Fake Bitcoin” é deflagrada pela PC do Amazonas, cinco pessoas foram presas

A confusão aconteceu no município de Carauari, que fica no interior do Amazonas a 788 quilômetros da capital Manaus. Com uma população estimada em 30 mil habitantes, a cidade parou para acompanhar uma grande operação policial na última quarta.

Isso porque, a PCAM pediu reforço para a Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal para encerrar uma organização criminosa Em Carauari, que vinha se passando como investidores de criptomoedas.

Com a deflagração da “Operação The Fake Bitcoin”, cinco pessoas foram presas, sendo duas mulheres de 25 e 40 anos, e mais três homens, de 21, 23 e 57 anos. Essas pessoas são acusadas de atuar com o narcotráfico na cidade e foram presas em flagrante.

Um dos responsáveis pela atuação das autoridades foi Emerson Cardoso, gestor da 65.ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Carauari. Segundo ele, a operação foi deflagrada após denúncias anônimas indicarem que os presos estavam envolvidos com o narcotráfico, ou seja, o grupo negociava substâncias entorpecentes.

Emerson ainda afirmou que os suspeitos tentaram fugir quando viram a chegada dos policiais, mas acabaram presos.

“Nós nos deslocamos até o endereço de duas casas onde os indivíduos estavam, ao notarem a presença das nossas equipes policiais, os cinco infratores tentaram fugir, porém foram presos com uma pequena quantidade de drogas”.

Mais drogas foram apreendidas, além de eletrônicos e até uma moto

Após a prisão, a PCAM foi conduzida pelos suspeitos para outro local onde estava armazenada uma grande quantidade de drogas. As autoridades divulgaram que no local foi apreendido “cocaína e pasta base da mesma substância e seis quilos de maconha do tipo skunk”.

Além de drogas, foram apreendidos seis smartphones, uma moto da marca Honda, relógios e uma bateria portátil. Os suspeitos foram encaminhados para a 65.ª DIP, onde aguardam que o Poder Judiciário analise o seu caso.

A PCAM divulgou que a operação recebeu o nome de “The Fake Bitcoin” devido ao fato de não haver nenhuma criptomoeda envolvida com essas pessoas, que tiveram seus lucros apenas com o tráfico de drogas.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos