Mercado abrirá em 4 h 44 min
  • BOVESPA

    110.786,43
    +113,67 (+0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.298,20
    -104,50 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +0,38 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.782,50
    -2,40 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    64.588,93
    +660,75 (+1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.524,44
    +43,63 (+2,95%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.190,69
    -32,41 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    25.934,82
    -201,20 (-0,77%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.321,75
    -55,75 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4485
    -0,0711 (-1,09%)
     

Polícia prende no Rio 12 pessoas envolvidas com milícias

·1 minuto de leitura

A Polícia Civil faz hoje (23) uma ação contra suspeitos de envolvimento com uma milícia que atua nas comunidades de Rio das Pedras e Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro. A operação Blood Money [dinheiro sujo] cumpre 23 mandados de prisão temporária e 63 de busca e apreensão. Até as 7h20 da manhã, 12 pessoas tinham sido presas.

Entre os alvos, que são investigados por lavagem de dinheiro para o grupo paramilitar, estão envolvidos na construção e venda de imóveis que desabaram em abril de 2019, na Muzema, matando 24 pessoas.

Segundo a Polícia Civil, investigações constataram movimentações financeiras de grandes volumes realizadas, em um curto período de tempo, por pessoas e empresas. Apenas dois dos investigados movimentaram R$ 8,5 milhões em pouco mais de um ano.

“Essas movimentações não são compatíveis com o que os investigados afirmam ser. Um deles relatou trabalhar como encarregado de obras, recebendo R$ 4 mil mensais”, informou nota da Polícia Civil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos