Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.502,36
    +648,65 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Polícia prende mulher que pedia R$ 50 mil para não divulgar fotos íntimas, em SC

·1 min de leitura

RIO - Uma mulher foi presa por extorsão após fazer ameaças de divulgar fotos íntimas de um homem com quem manteve um relacionamento virtual. A suspeita foi detida em casa nesta quinta-feira, na cidade de Ituporanga, em Santa Catarina. Segundo a Polícia Civil, ela pedia R$ 50 mil para não tornar públicas as imagens.

O caso começou a ser investigado pela Polícia Civil em julho. A vítima relatou, naquela altura, que havia conhecido uma mulher pela internet e o casal passou a trocar algumas fotografias por aplicativo de mensagens.

A mulher então teria pedido dinheiro à vítima com a justificativa de que faria uma cirurgia. Como o homem se negou a transferir os valores, a suspeita passou a exigir o valor, caso contrário criaria uma página em rede social para divulgar as conversas íntimas e expor as fotos.

De acordo com a Polícia Civil de Santa Catarina, a mesma mulher já havia praticado o mesmo tipo de crime contra outra vítima em maio deste ano, exigindo da vítima o valor de R$ 200 mil.

Os policiais também cumpriram mandado de busca e apreensão contra a suspeita. Na ocasião foi apreendido o aparelho celular da mulher. Ela foi encaminhada para a Unidade Prisional Avançada de Ituporanga.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos