Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,36
    +0,38 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.750,90
    -0,80 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.746,70
    +992,78 (+2,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.317,00
    -1,75 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2554
    +0,0304 (+0,49%)
     

Polícia Militar de São Paulo começa a usar carros elétricos para patrulha

·2 minuto de leitura

A Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP) vai iniciar testes com carros elétricos em sua frota de viaturas a partir de 1º de setembro. Segundo a corporação, serão utilizados duas unidades do Nissan Leaf e uma do BYD I5 que se dividirão em patrulhas de ronda escolar e chamados do 190, mas somente na Zona Oeste da capital paulista, mais precisamente na área do 23º BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano).

Segundo a corporação, a escolha por essa região se dá pelo fato de que há uma maior oferta de carregadores para carros elétricos. O principal objetivo da iniciativa é aferir a operacionalidade dos veículos, levando-se em conta as características desses veículos, como tempo de recarga das baterias, resposta na aceleração e sistemas de freios. Também serão avaliadas algumas peculiaridades, como baixo ruído e possível economia em manutenção em virtude da inexistência de vários componentes mecânicos presentes nos modelos movidos à combustão.

Os carros foram cedidos pelas montadoras sem custos ao governo de São Paulo depois de uma audiência civil pública com outras empresas convidadas. Para o projeto, os carros foram completamente adesivados e identificados para o serviço de polícia, além de receberem outros itens comuns às viaturas, como GPS, sinais luminosos, sirenes e radiocomunicação.

Nissan Leaf adaptado para uso da Polícia (Imagem: Divulgação/Polícia Militar)
Nissan Leaf adaptado para uso da Polícia (Imagem: Divulgação/Polícia Militar)

Todos os policiais militares que utilizarão as novas viaturas passaram por um curso de instrução nos dias 26 e 27 de agosto, na sede do CPA/M-5. Técnicos das fabricantes transmitiram aos agentes informações detalhadas sobre a tecnologia, normas de segurança e operação dos sistemas internos, além de características de dirigibilidade. Cerca de 90 policiais tiveram o primeiro contato e puderam experimentar os equipamentos.

Ainda de acordo com a PMSP, os testes com as viaturas elétricas vão durar 90 dias. Caso a experiência seja aprovada, a ideia do governo é trocar parte das mais de 20 mil viaturas da frota da corporação por modelos elétricos. Reconhecidamente eficientes e ágeis, esses veículos podem dar aos policiais mais condições de patrulhar a cidade e obter vantagens em operações que demandam velocidade e dinamismo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos