Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.812,87
    +105,11 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,41
    -0,09 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.770,20
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    22.788,85
    -674,87 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    542,29
    -15,44 (-2,77%)
     
  • S&P500

    4.283,74
    +9,70 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    33.999,04
    +18,72 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.831,41
    +67,50 (+0,34%)
     
  • NIKKEI

    28.967,94
    +25,80 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.513,50
    -9,75 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2101
    -0,0037 (-0,07%)
     

Polícia Federal faz ação contra fraudes previdenciárias no Rio de Janeiro

·1 min de leitura

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quarta-feira (dia 1º) quatro mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão contra acusados de fraudes previdenciárias em duas operações simultâneas. A Operação Falsum Identiatis tem mandados cumpridos na cidade do Rio e investiga um grupo criminoso especializado na falsificação de documentos de identidade para obtenção de benefícios indevidos. As informações são da Agência Brasil.

Já a Operação Patronos investiga a possível participação de advogados e despachantes na obtenção de pensões fraudulentas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O esquema funciona por meio da falsificação de documentos que simulam um vínculo conjugal entre pessoas falecidas e os beneficiados pelas fraudes. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Nova Iguaçu e Belford Roxo, na Baixada Fluminense, além do município do Rio.

Segundo a PF, a desarticulação dos grupos criminosos evitou um prejuízo de R$ 20 milhões aos cofres públicos. As operações contam com o apoio do Núcleo Estadual da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista no Estado do Rio de Janeiro, órgão vinculado ao Ministério do Trabalho e Previdência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos