Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.039,25
    -9,04 (-0,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Pogba vai registrar denúncia por rumores sobre saída da seleção da França

·2 minuto de leitura
O presidente da França, Emmanuel Macron, condecora Paul Pogba com a Legião da Honra em 2019
O presidente da França, Emmanuel Macron, condecora Paul Pogba com a Legião da Honra em 2019

O meia francês Paul Pogba anunciou nesta segunda-feira que vai  registrar uma denúncia  contra o veículo de imprensa que divulgou um boato sobre sua decisão de não mais jogar pela seleção da França em protesto contra as recentes declarações do presidente francês Emmanuel Macron sobre o Islã. 

"Circulam informações 100% infundadas sobre mim, afirmando coisas que nunca disse ou pensei", afirmou o jogador do Manchester United em sua conta no Instagram. 

"Estou horrorizado, furioso, chocado e frustrado que alguns 'meios de comunicação' estejam me usando para gerar manchetes completamente falsas sobre o assunto delicado de eventos na França que incluem no mesmo pacote a seleção francesa e minha religião", acrescentou o campeão mundial, que vai "iniciar uma ação legal contra os editores e aqueles que espalharam essas informações 100% falsas". 

“Sou contra todas as formas de terrorismo ou violência”, destacou. 

Esse boato teria nascido através de sites do Oriente Médio, onde houve intensas reações após Macron defender as charges do profeta Maomé em nome da liberdade de expressão durante a homenagem nacional ao professor de história Samuel Paty, decapitado por um extremista islâmico por exibir imagens em aula  envolvendo Maomé, profeta central do islamismo. 

“Não vamos renunciar a caricaturas, desenhos, mesmo que outros recorram (...) Vamos defender a liberdade que o senhor tão bem ensinou e vamos defender o secularismo”, declarou o presidente, dirigindo-se ao professor assassinado. 

Na noite de domingo, o tabloide inglês The Sun publicou esses rumores sobre o jogador em seu site. 

“Uma mensagem rápida para The Sun, que normalmente não se importa: alguns de vocês já foram à escola e devem se lembrar que seus professores mandam sempre verificar suas fontes, não escreva nada sem ter certeza”, aconselhou Pogba. 

“Mas, ei, aparentemente eles fizeram isso de novo e sobre um assunto muito sério desta vez. Que pena!”, concluiu o jogador.

Campeão mundial em 2018 na Rússia, Paul Pogba, de 27 anos, já atuou 72 vezes pela seleção francesa.

hap/clv/gh/lca