Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    44.650,89
    -2.988,81 (-6,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Poco apresenta nova logo e mascote para se distanciar da Xiaomi

Igor Almenara
·2 minuto de leitura

A Poco anunciou uma nova logo para sua marca junto à sua nova mascote. Independente da Xiaomi desde janeiro, a companhia corre atrás do desenvolvimento da própria marca e modelo, agora representados pela identificação visual inédita acompanhada por uma personagem plenamente caótica, com antenas, olhar raivoso e uma auréola angelical sobre a cabeça.

A nova mascote da Poco é baseada no emoji de “raiva”, mas com detalhes que o distinguem do modelo original e remetem a mascote do Android do Google. Para uma descrição breve, o ícone que destaca a marca não tem cor definida e se adapta aos tons adotados pela fonte e fundo; seu formato é redondo, ocupando o lugar da primeira letra “O” da palavr "Poco".

(Imagem: Divulgação/Poco)
(Imagem: Divulgação/Poco)

Na cabeça, a mascote carrega duas antenas — que também podem ser interpretadas como chifres, que representariam “loucura”, condizente com os modelos mais ousados da companhia. No topo, uma auréola cobre a cabeça sinalizando bondade e propósito, associando a companhia com uma boa causa, revela a companhia. Para os olhos, o olhar raivoso destaca uma inconsistência com a iconografia religiosa angelical, algo como se a marca fosse “obstinada” pelos seus objetivos.

“A nova logo gera emoções confusas na mente do consumidor. Ela representa todo indivíduo que procura por alternativas melhores que o que há de mais popular.”, pontua a nota enviada pela empresa ao site Android Authority.

Aparentemente, a Poco segue a mesma estratégia adotada por Redmi e Xiaomi — ambas com seus próprios mascotes —, e busca se destacar pela autenticidade, provavelmente incluindo sua mascote em caixas ou em outros produtos da companhia.

(Imagem: Divulgação/Poco)
(Imagem: Divulgação/Poco)

E aí, o que você achou da novidade da Poco? Acha que a mascote representa bem a proposta da fabricante? Conta sua opinião para o Canaltech nos comentários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: