Mercado fechará em 3 h 29 min
  • BOVESPA

    129.172,42
    +744,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.397,68
    +226,90 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,04
    -0,04 (-0,05%)
     
  • OURO

    1.778,50
    -4,90 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    33.984,50
    +173,42 (+0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    820,56
    +33,95 (+4,32%)
     
  • S&P500

    4.265,65
    +23,81 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    34.108,36
    +234,12 (+0,69%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.417,00
    +154,00 (+1,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8673
    -0,0612 (-1,03%)
     

Pobreza sobe 10 pontos percentuais no Peru por causa de pandemia e alcança 30% da população

·2 minuto de leitura
Crianças em ônibus no sul de Lima, na localidade de Ica, em dezembro de 2020

A pobreza no Peru atingiu seu nível mais alto em 10 anos em 2020, afetando 30,1% da população por causa da recessão econômica gerada pela pandemia da covid-19, informou o governo nesta sexta-feira (14).

"Em 2020, a pobreza monetária atingiu 30,1% da população do país, aumentando 9,9 pontos percentuais em relação a 2019", anunciou o Instituto Nacional de Estatística e Informática (INEI).

A última vez que o Peru teve uma população tão pobre foi em 2010, quando ela constituía 30,8% do país.

"O aumento da pobreza estaria associado à paralisação da maior parte das atividades econômicas, perante o Estado de Emergência [sanitária] Nacional e ao isolamento social obrigatório devido à presença da covid-19 no país", ressaltou o INEI em relatório anual sobre a pobreza.

O Peru tem 33 milhões de habitantes e a pandemia de 2020 causou uma recessão devido a um longo confinamento de mais de 100 dias que paralisou a economia. O PIB registrou uma queda de 11,12% no ano passado.

As autoridades peruanas consideram pobre pessoas cujo gasto mensal com alimentos e outros bens e serviços básicos é inferior a 360 soles (cerca de US$ 100).

O relatório estabelece que a pobreza atingiu 45,7% da população nas áreas rurais e 26,0% nas áreas urbanas, o que equivale a um aumento de 4,9 pontos e 11,4 pontos respectivamente, em relação a 2019.

Os maiores aumentos na pobreza ocorreram na região metropolitana de Lima, que passou de 14,2% para 27,5%. A capital peruana tem 10 milhões de habitantes.

A pobreza extrema, por sua vez, afetou 5,1% da população, aumentando 2,2 pontos percentuais em relação a 2019.

No Peru, 70,2% das residências contam com água, saneamento e eletricidade. Em relação à Internet, 18,0% dos domicílios pobres possuem conexão e 7,4% dos domicílios em extrema pobreza têm acesso a esse serviço.

ljc/fj/mps/bn

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos