Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,37
    +0,02 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.821,30
    -8,40 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    36.823,42
    -145,64 (-0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    835,69
    -20,12 (-2,35%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    24.289,90
    +46,30 (+0,19%)
     
  • NIKKEI

    27.011,33
    -119,97 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.260,50
    +102,00 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1054
    -0,0467 (-0,76%)
     

Pneus de carro elétrico "sofrem" mais do que os comuns; veja os motivos

·3 min de leitura

Os pneus de um carro elétrico não são iguais aos de um carro comum, a combustão. Isso pode ser justificado não apenas por um motivo, mas por um conjunto de fatores, todos ligados ao desenvolvimento desse veículo mais “amigo” do meio-ambiente. Entre essas distinções está um maior desgaste do componente.

Segundo Ian Coke, diretor de qualidade da Pirelli, “se você teve um EV há alguns anos, certamente trocou os pneus duas vezes”. Isso, no entanto, está prestes a mudar, graças a novas tecnologias.

Peso do carro elétrico

O carro elétrico, seja ele de qual modelo for, é muito mais pesado do que um carro comum, principalmente por conta das baterias. Um Peugeot 208 a combustão, por exemplo, pesa 1.095 kg, contra 1.526 kg da versão elétrica. O JAC T60 Turbo, SUV chinês irmão do E-JS4, por sua vez, pesa 1.365 kg contra 1.690.

Peso do E-JS4, versão elétrica do SUV da JAC, é maior do que a variante a combustão (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
Peso do E-JS4, versão elétrica do SUV da JAC, é maior do que a variante a combustão (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

“Tivemos que introduzir um novo índice de carga para poder suportar o peso desses veículos. Isso é feito reforçando a construção da parede lateral e usando tecidos sintéticos” explicou Coke.

De acordo com a Pirelli, o pneu HL (High Load, ou Carga Alta, na tradução literal), aguenta até 20% a mais de peso, e já foi testado em modelos como Lucid Air e Tesla, sem perder qualidade.

Desempenho

Além de encontrar uma solução para aguentar o maior peso de um carro elétrico, os fabricantes de pneus não podem se esquecer de manter uma das características que mais chamam a atenção nesse tipo de veículo: o desempenho.

Lucid Air foi um dos primeiros carros elétricos a usar pneus projetados pela Pirelli (Imagem: Divulgação/Pirelli)
Lucid Air foi um dos primeiros carros elétricos a usar pneus projetados pela Pirelli (Imagem: Divulgação/Pirelli)

Apesar de ser um carro mais pesado, o elétrico tem torque imediato, ou seja, exige mais aderência dos pneus. Segundo Pierangelo Misani, vice-presidente de produtos da Pirelli, uma das maiores fabricantes de compostos do mundo, esse problema foi contornado com muita tecnologia.

“Usamos o que há de melhor em construção, especialmente compostos de sílica de alto teor. A atenção que dedicamos a todas as novas formas de mobilidade sustentável nos leva agora a uma tecnologia capaz de antecipar as demandas futuras dos fabricantes de automóveis por seus novos veículos elétricos e híbridos, que exigem cada vez mais um desempenho especializado dos pneus”, explicou.

Silêncio

O último dos problemas que precisou ser resolvido pelos fabricantes de pneus para um carro elétrico foi encontrar uma fórmula para manter outra grande atração de quem usa esse tipo de veículo: o silêncio.

Pneu especialmente desenvolvido pela Pirelli para carro elétrico (Imagem: Divulgação/Pirelli)
Pneu especialmente desenvolvido pela Pirelli para carro elétrico (Imagem: Divulgação/Pirelli)

Em um comunicado oficial, a Pirelli explicou como conseguiu projetar um composto capaz de atender a mais essa exigência e, mesmo com todo o peso e a potência de um carro elétrico, evitar que o atrito dos pneus com o solo provocasse ruídos que estragassem a experiência ao volante.

“Para aumentar ainda mais o conforto interior, usamos a tecnologia PNCS, que consiste em um material especial de absorção de som colocado dentro do pneu. Ela ajuda a amortecer as vibrações do ar que, de outra forma, seriam transmitidas para o interior do veículo. Os benefícios deste sistema podem ser sentidos dentro e fora do carro”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos