Mercado fechará em 2 h 49 min
  • BOVESPA

    118.445,81
    +1.065,32 (+0,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.699,74
    -426,77 (-0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,58
    -0,19 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.850,90
    -4,30 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    32.049,40
    +7,96 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    644,48
    -2,84 (-0,44%)
     
  • S&P500

    3.854,79
    -0,57 (-0,01%)
     
  • DOW JONES

    30.960,18
    +0,18 (+0,00%)
     
  • FTSE

    6.657,81
    +18,96 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.514,25
    +38,75 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5067
    -0,1295 (-1,95%)
     

PMI final de indústria dos EUA encerra 2020 na máxima em 6 anos

·1 minuto de leitura
Técnico trabalha em fábrica de autopeças em Toledo, Ohio, EUA

(Reuters) - A atividade industrial dos Estados Unidos acelerou no ritmo mais forte em mais de seis anos em dezembro, ampliando a recuperação que elevou os preços de bens ao maior patamar desde 2011, conforme a pandemia de coronavírus afeta as cadeias de oferta.

O IHS Markit informou que seu PMI final de indústria dos EUA subiu a 57,1 em dezembro, de 56,7 em novembro e preliminar de 56,5. Leitura acima de 50 indica expansão.

O índice terminou 2020 no nível mais alto desde setembro de 2014, com o resultado de dezembro marcando o oitavo mês seguido de melhora, após o índice atingir o patamar mais baixo em mais de uma década em abril, diante das medidas de contenção ao coronavírus.

Com o subíndice de produção moderando a 58,3 no mês passado, de 59,2 em novembro, a melhora do PMI se deu principalmente pelos preços mais fortes, disse o IHS Markit. O subíndice de preços de produção subiu ao nível mais alto desde maio de 2011.

(Reportagem de Dan Burns)