Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.915,66
    +19,08 (+0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

PM vai usar megafone para espantar aglomeração nas praias de SP no feriadão

REGIANE SOARES
·2 minutos de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo de São Paulo anunciou o envio de 20 mil policiais militares para cidades do litoral e estâncias turísticas durante o feriado prolongado de 7 de Setembro. O objetivo é promover a segurança nas estradas e apoiar o cumprimento das medidas sanitárias para evitar o contágio do novo coronavírus. A medida atende ao pedido feito por prefeitos das cidades da Baixada Santista para conter a superlotação das praias durante o feriadão, como foi registrado no último fim de semana. Nas cidades, vão usar megafones, caso seja necessário, para garantir o distanciamento social nas praias, bares e restaurantes, por exemplo. Os PMs também vão dar apoio às equipes de vigilância sanitária na fiscalização de uso de máscara, por exemplo. A chamada Operação Independência começou nesta sexta-feira (4) e vai até a próxima terça-feira (8). Além dos PMs, as ações terão apoio de 8.080 viaturas, entre carros e motos, 11 helicópteros e oito drones. Os policiais militares atuarão tanto nas estradas como nas praias para evitar aglomerações. Segundo o secretário da Segurança Pública, João Camilo Pires de Campos, a ação será integrada com a Polícia Rodoviária Estadual, a Secretaria de Logística e Transportes, concessionárias e prefeituras. Segundo o secretário, nas rodovias os policiais vão fazer bloqueios para fazer teste do bafômetro, além de verificar o uso do cinto de segurança e da cadeirinha infantil, além do capacete pelos motociclistas. Por dia, a previsão é de 160 pontos de fiscalização nas estradas paulistas e 1.500 em áreas urbanas. Haverá a distribuição de 40 mil máscaras, disse o secretário. Além disso, serão divulgadas mensagens nas redes sociais e nos painéis eletrônicos das rodovias estimulando o uso de máscara, a lavagem das mãos, o uso do álcool em gel e para evitar aglomerações. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (4), o governador João Doria (PSDB) fez um apelo aos "brasileiros de São Paulo" para que "tenham zelo ao saírem de suas casas e ir para outras cidades". Ele lembrou ainda que cada município tem autonomia para definir limites em para parques, praças, praias e calçadões. Mas as cidades que solicitaram terão o apoio da PM para o cumprimento das medidas sanitárias e o distanciamento social. "Por favor, tenham cuidado. Não façam aglomerações. Aglomerações colocam em risco a sua vida e as de outras pessoas. Usem máscara, sigam o exemplo correto e façam o distanciamento social de um metro e meio. Desfrutem [do feriado] mas não exponham suas vidas", afirmou.