Mercado fechado

PM é suspeito de matar a esposa e postar foto do corpo nas redes da vítima

Patrícia, de 23 anos, foi morta a tiros na última segunda-feira (Foto: Reprodução/Redes sociais)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Foto do corpo foi postada com a frase ‘fui trair meu marido polícia deu nisso’

  • Após dois dias desaparecido, o PM se apresentou à polícia

Patrícia Salviano Irrthum, de 23 anos, foi encontrada morta na segunda-feira (4) na cidade Vespasiano (MG). Ela tinha marcas de tiros na nuca, no rosto e no peito, e no dia do crime uma foto do corpo foi divulgada nas redes sociais com o texto “fui trair meu marido ‘polícia’ deu nisso”. Após dois dias desaparecido, o marido dela se apresentou à Polícia Civil.

O sargento Glaysson de Souza Costa, de 46 anos, não era encontrado desde o dia do crime. Na noite da última quarta-feira (6), ele voluntariamente se apresentou para prestar depoimento na Central de Flagrantes (Ceflan), em Belo Horizonte, e relatou à polícia a sua versão dos fatos.

Leia também

O policial militar é o principal suspeito do assassinato de Patrícia e trabalha no 16º Batalhão da PM, que fica na capital mineira. De acordo com a PM, Glaysson estaria de licença médica.

A advogada que o defende é Brenda Ribeiro. Em entrevista à TV Globo, ela reiterou que o militar passa por problemas de saúde. Ela também afirmou que ele não tem intenção de fugir e está colaborando com as investigações sobre o assassinato da esposa. Glaysson vai aguardar a investigação do caso em liberdade, já que não há mandado de prisão em aberto.

Brenda disse, ainda, que é prematuro falar em autoria do crime, e se recusou a comentar sobre as postagens feitas na rede social da vítima.

Frase foi postada nas redes da vítima com uma foto do corpo (Foto: Reprodução/Redes sociais)