Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,25
    -0,41 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.798,20
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    58.660,15
    -1.905,35 (-3,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.406,02
    -68,31 (-4,63%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.600,75
    +13,50 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4249
    -0,0292 (-0,45%)
     

PM e Seop apreendem uma tonelada de cobre e caixa com 600 cápsulas deflagradas

·1 minuto de leitura

Rio — Fiscais da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop) e policiais militares apreenderam, nesta quinta-feira, pouco mais de uma tonelada de fios e de cobre sem procedência, em um depósito localizado no Bairro da Gamboa, no Centro do Rio. No mesmo estabelecimento, os agentes encontram ainda uma caixa contendo mais de 600 cápsulas de balas deflagradas de diferentes calibres.

Duas pessoas foram detidas no local levadas junto com o material apreendido para a 4ª DP (Central do Brasil). Durante a fiscalização foram encontradas ainda igações clandestinas de água e de luz, que foram cortadas pela Cedae e pela Light.

De acordo com a Seop, durante a fiscalização foi constatado que o alvará do estabelecimento não permite que o estabelecimento trabalhe com parte do que foi encontrado no local. A operação desta quinta-feira faz parte de um conjunto de medidas propostas pela Seop, que desde julho, intensificou as ações para coibir ilegalidades como o furto e a receptação de itens furtados como fio, cobres, grades e tampas de bueiros.

A ação teve apoio da Guarda Municipal, Cedae, Light e das coordenadorias de Controle Urbano (CCU) e de Licenciamento e Fiscalização (CLF), órgãos vinculados à Seop. Desde julho, 32 estabelecimentos já foram fiscalizados em 15 bairros.

—A Secretaria de Ordem Pública, desde o início do ano, vem realizando operações integradas com as forças policiais. Neste sentido, com o aumento dos furtos de cabos, estamos focando, há pelo menos três meses, em fiscalizações de ferros-velhos, que, muitas vezes, servem como receptadores de produtos de crimes. Seguiremos firmes no combate às irregularidades, reforçando o compromisso da Prefeitura do Rio com a Segurança Pública — afirmou o secretário Brenno Carnevale.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos